sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Como liderar estudos bíblicos participativos

O aprendizado sobre os ensinamentos da Bíblia em pequenos grupos é de grande valor. Deus não precisa de especialistas para nos ajudar a entender a Bíblia. Quando as pessoas descobrem a verdade e um novo significado com o estudo em conjunto da Bíblia, é muito mais provável que tomem atitudes.

Os pequenos grupos que se encontram com regularidade para estudar e discutir a Bíblia podem ser uma excelente maneira de se formarem discípulos. Ao desenvolverem relacionamentos, as pessoas podem orar juntas, discutir preocupações pessoais e receber conselhos, desenvolver o companheirismo e fazer amizades. A participação em pequenos grupos de estudos também pode ajudar cada membro da igreja a se sentir parte da família mais ampla.

Se uma igreja quiser formar grupos de estudos bíblicos, a liderança deve colocar as pessoas em pequenos grupos de idades e habilidades mistas, formados tanto de homens quanto de mulheres. É importante que haja um líder que possa facilitar e incentivar a discussão. Uma vez que as pessoas tiverem criado confiança, a liderança dos estudos pode ser compartilhada por diferentes membros. Muitas pessoas não estão acostumadas com o estudo bíblico participativo. Elas esperam ficar sentadas em silêncio e aprender através da pregação e do ensino dos líderes. É realmente importante mostrar às pessoas como utilizar estes estudos, caso contrário, um líder pode simplesmente continuar a usá-los para ensinar os outros. Aqui estão algumas dicas para ajudar as pessoas a começarem a estudar a Bíblia de forma participativa:
  • Dê um bom exemplo. Use os estudos de forma participativa em encontros da igreja ou em encontros de treinamento para que as pessoas entendam o que fazer.
  • O tamanho dos grupos deve ser de 4 a 12 pessoas. Se os grupos forem maiores, as pessoas caladas provavelmente não participarão da discussão.
  • O facilitador deve ter cuidado para não fornecer muitos antecedentes sobre a passagem a ser estudada. Isto pode fazer com que as pessoas achem que elas próprias não possuem muito conhecimento.
  • Incentive as pessoas a orar e pedir a ajuda de Deus antes de começarem a ler. Termine agradecendo a Deus pelo que foi aprendido e peça ajuda para aplicar o aprendizado ao dia-a-dia.
  • Procure assegurar que as pessoas não saiam do assunto. Às vezes, o facilitador pode precisar fazer um resumo da discussão e fazer com que as pessoas voltem ao assunto.
  • O facilitador deve estar ciente da necessidade de evitar que as pessoas dominantes falem demais, ao mesmo tempo em que incentiva as pessoas tímidas, sem confiança, a darem suas opiniões.
  • Num encontro maior ou num encontro de treinamento, o grande grupo poderia ler a passagem e a introdução em conjunto e, então, dividir-se em grupos menores. Escreva as questões para discussão em pequenos pedaços de papel e distribua-os entre os diferentes pequenos grupos, para que cada um deles examine um aspecto diferente. Depois, reúna-os e convide um representante de cada grupo para falar aos outros sobre o que foi aprendido.
  • Se possível, ajude as pessoas a desenvolverem habilidades de liderança e facilitação de pequenos grupos. Incentive cada líder a treinar um outro líder assistente dentro do grupo.
Fonte: TEARFUND

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Leia também

Related Posts with Thumbnails