domingo, 4 de abril de 2010

História Bíblica do AT - A CRIAÇÃO DO CÉU E DA TERRA

Gênesis 1:1 - 2:25

Uma das mais definitivas afirmações da Bíblia encontra-se em Gênesis 1:1: "Deus criou". Negar isso é, de fato, recusar toda a Bíblia. É contradizer as afirmações e revelações do autor de todo o Velho Testamento e negar a veracidade de todos os escritores do Novo Testamento, que as citam.

A primeira categoria dessa recusa encontra-se na área da evolução natural. A pretensão é, aleatoriamente, a mutação de basicamente nada para tudo. Tal suposição não é apenas anti-bíblica, é totalmente ilógica e não científica na medida em que supõe efeito sem causa ou propósito e afirma algo de que não temos nem registros fósseis, nem observações científicas.

O segundo ponto da negação é a "evolução teísta". Esse é um disparate incomparável, na medida em que tenta afirmar a teoria não científica acima e, ainda, afirma que Deus a ordenou. O problema é que, enquanto tentam afirmar a existência de Deus, recusam sua única revelação verbal, a Bíblia.

O que a escritura ensina sobre a criação do céu e da terra? Ensina que Deus criou (Gênesis 1:1). A ativação de qualquer tipo de mutação semi-intencional não pode qualificar-se. A Bíblia ensina que Jesus Cristo é o agente da criação (João 1:1-3). Ensina que, nos seis dias, Deus criou não apenas o céu e a terra, mas tudo o que existe nela (Êxodo 20:11). Ensina que esses foram seis dias 24 horas de luz e escuridão, tarde e manhã, dia e noite (Gênesis 1:5). Ensina que Deus é o criador e o governador soberano não apenas de todas as coisas materiais, mas também da existência espiritual, e que somente por Ele tudo se mantém vivo (Colossenses 1:16-17). Ensina que isso foi feito pela palavra de Deus (Hebreus 11:3). A Escritura ensina que Ele fez o mundo com seu poder (Jeremias 10:12). Os evolucionistas teístas recusam isso até mesmo em todo o seu sentido lógico.

A Escritura não ensina apenas que Deus fez todas as coisas dessa forma, ensina claramente que, através dessa criação, seu poder eterno e sua divindade (mas não a sua salvação) foram revelados (Romanos 1:20). O conhecimento do homem em relação a Deus não o motivou a glorificá-lo, mas apresentou-lhe inescusável (Romanos 1:20-21). O desvio do homem em rebelião contra Deus a favor da adoração de ídolos (Romanos 1:20-28) não é de fato diferente das ações dos homens que tentam impedir a glória de Deus por negar que ele tenha feito todas essas coisas. Ambos são corretamente descritos como ingratos, ímpios e imperdoáveis.

PERGUNTAS - LIÇÃO 1

1. O que realmente significa criar?
2. Quem a Bíblia diz que criou?
3. Qual pessoa ou pessoas da Divindade criou?
4. Quando isso foi feito?
5. Qual porção da matéria da terra foi criada nessa época?
6. Quanto tempo Deus levou para fazer todo o trabalho da criação?
7. De que materiais Ele fez o céu e a terra?
8. Como foi que surgimos, a partir da informação acima?
9. A afirmação bíblica sobre a criação é difícil de achar?
10. O Novo Testamento declara a criação?
11. Qual livro da Bíblia dá-nos o maior número de detalhes sobre a criação?
12. Qual área é freqüente negada?
13. Qual filosofia religiosa concorda com isso?
14. Qual evidência existe para sustentar a evolução?
15. Qual afirmação da Bíblia sustenta a evolução teísta?
16. A criação está relacionada à glória de Deus?
17. A Escritura assim afirma ou nós assumimos isso?
18. A criação visível está relacionada à responsabilidade humana?
19. A criação revela a santidade e o amor de Deus?
20. Qual atributo ou quais atributos de Deus a criação revela?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Leia também

Related Posts with Thumbnails