sábado, 17 de julho de 2010

História Bíblica do AT - A CRIAÇÃO DO SOLO, MARES, VIDA VEGETAL E CORPOS CELESTES

Gênesis 1:1 - 2:25

Até aqui, tivemos uma divisão das águas de cima, chamadas firmamento ou céu, daquelas que ficavam abaixo, mas a massa da terra está coberta por água e ainda está vazia de qualquer vida vegetal e sem forma de criatura sobre ela.

No terceiro dia, Deus criou em duas áreas básicas. A primeira foi a união das águas de uma maneira que a terra apareceu, erguendo-se das águas em ilhas, montanhas, pradarias, grandes massas de solo e penínsulas. Ainda há muita especulação entre os homens para ordenar essa parte da criação. Podemos saber, entretanto, que a única revelação sobre essa ordem é a Bíblia e que, por meio do estudo diligente dela, podemos aprender tudo sobre isso, mas não mais do que Deus propôs.

No terceiro dia, Deus criou ainda a vida vegetal, uma das maravilhas mais fascinantes do mundo. Esse reino oscila entre magnificentes árvores gigantes, aquelas que são pequenas e carregadas com frutos suculentos e vidas vegetais microscópicas nas profundezas do mar. Há prados de grama, uma grande variedade de vegetais e alimentos em raízes. Não se trata nem de pensamentos posteriores nem de atos aleatórios, mas para servirem de comida para a criação de Deus no quinto dia. Há uma semente minúscula para o menor pássaro, plantas microscópicas para vidas marinhas tão pequenas que nós apenas agora estamos aprendendo sobre sua existência e há alimento suficiente para o mais imenso dos animais. Observe também Gênesis 2:5.

No quarto dia, Deus criou o sol, a lua e as estrelas. Essa é uma área em que o evolucionista teísta rompe-se em seu raciocínio, assim como o teorista do "dia de mil anos".

A reivindicação desses homens de que uma planta evoluiu de outra, quer durante mil ou dez milhões de anos, quer pelo desenho de Deus ou sem a existência dele, atravessa diretamente o caminho da Bíblia. Ambos devem assumir e, de fato assumem, que a energia consumida por essa evolução é o sol. Deus, entretanto, pela ordem da criação da vida vegetal antes do sol, lua e estrelas, deixa-os sem alternativa exceto acreditar em uma criação direta e adulta dessas coisas, ou duvidar da Bíblia e negá-la.

Deus também nos dá pormenores acerca dessa criação que estimulam tal conclusão. Não tivemos primeiro a semente, depois árvore, fruto e semente de novo, mas primeiro árvores, fruto e, então, semente. Deus, não somente dessa forma, recusa completamente o processo de mutação nisso, afirmando que a semente foi "depois sua espécie". Se aceitarmos uma criação adulta e perfeita, teremos paz. Se não aceitarmos, teremos inúmeras de questões sem respostas a nossa frente.

PERGUNTAS - LIÇÃO 3

1. Quais são as três divisões básicas da criação no terceiro e no quarto dias?
2. Qual é o primeiro ato de criação no terceiro dia?
3. Qual é o segundo ato de criação no terceiro dia?
4. A água poderia ter sido evaporada vagarosamente pelo sol?
5. É estranho encontrar evidência de água no topo das montanhas?
6. Indique duas explicações bíblicas para isso.
7. Poderiam existir fósseis de peixe como resultado da cobertura original de água?
8. A Bíblia nos dá todos os detalhes da criação?
9. Quais são as três divisões do terceiro dia da criação?
10. Podemos sensatamente esperar a evolução aqui?
11. Existe uma possibilidade de Deus ter usado a evolução?
12. Aponte duas razões científicas para essa impossibilidade.
13. Deus criou o fruto e a semente diretamente?
14. A mutação evolutiva poderia responder por várias vidas vegetais?
15. Quais foram as três divisões da criação no quarto dia?
16. Nosso conhecimento dos corpos celestes conflitam com a consideração bíblica?
17. Em que sentido o sol e a lua ordenam o dia e a noite?
18. Quais são os três propostas principais sobre os corpos celestes?
19. Descobrimos sinais do sol e da lua por dados científicos?
20. Eles causam ou controlam as estações do ano


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Leia também

Related Posts with Thumbnails