quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Cristologia - CRISTO, NOSSA NOSSA PERFEIÇÃO ESPIRITUAL

Col. 2:9-10

É maravilhoso contemplar o amor que Deus tem por Seu Filho Jesus Cristo. Cristo, desde a eternidade, foi ungido, "desde o princípio, antes do começo da terra". Cristo estava com Deus na obra da criação, "cada dia as suas delícias, alegrando-me perante Ele em todo o tempo;" (Prov. 8:22,30). Não existe nenhum outro ser, criado, imaginável, possível ou não, tão perto do coração de Deus quanto o Filho. Cristo é o "resplendor da Sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa" (Heb 1:3), "feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles." (Heb 1:4). Este nome é "JESUS", quem salvará o Seu povo dos seus pecados" (Mat. 1:21), o "unigênito Filho de Deus" (João 3:18), que Deus gerou (Heb 1:5), "EMANUEL, que traduzido é: Deus conosco" (Mat. 1:23), "Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz" (Isa. 9:6), "Amado" (Efés 1:6), "Deus" (Heb 1:8; I João 5:20). Cristo foi ungido "com óleo de alegria mais do que a teus companheiros" (Heb 1:9) e assenta à destra de Deus esperando que os inimigos de Deus sejam postos por escabelo de teus pés (Heb 1:13). Cristo é quem o Pai sempre ouve (João 11:42) e Quem sempre glorifica e por Este é sempre glorificado (João 12:28). Deus não divide o Seu amor com outro. Deus declarou de uma maneira especial o milagroso nascimento de Cristo e uma glória quando isso aconteceu (Luc 2:8-14). No batismo de Cristo a Trindade esteve presente (Mat. 3:16,17) o Pai declarava, "Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.". Na transfiguração de Cristo, Ele foi destacado como sendo maior que a Lei, e maior que a Profecia, pois a voz de Deus novamente declarou: "Este é meu amado Filho, em quem me comprazo; Escutai-O." (Mat. 17:5). A glória de Deus faz com que habite em Cristo "corporalmente toda a plenitude da divindade" (Col. 2:9) e faz com que os pecadores arrependidos possam achar perdão somente por Este Filho, Jesus Cristo (João 14:6; 3:16). A verdade eterna é: "quem tem Cristo tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida." (I João 5:12) e a ira de Deus permanece naquele que não tem o Filho (João 3:36). O amor de Deus pelo Filho está além da explicação, mas não além da participação. Por meio da fé no Filho de Deus, o Pai é grandioso para perdoar (Isa 55:7). O amor de Deus pelo Filho Jesus é tanto que "Todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3:15). O pecador pode participar deste imenso amor através do arrependimento de seus pecados e confiando, pela fé, em Cristo como seu Salvador. Entrando, em Cristo, pela fé, nos tornamos perfeitos diante de Deus (Col. 2:10), lavados (Apoc 1:5), feito "pedras vivas" (I Ped 2:5) numa edificação sua em amor (Efés 4:16) chamado o "templo de Deus" e do Espírito Santo (II Cor 6:16; I Cor 6:19), nos tornamos "filhos de Deus", "herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo" (Rom 8:16,17).

Se temos a Cristo como nosso salvador não nos falta nada espiritualmente. Cristo é a nossa perfeição espiritual, pois não lhe falta nada, "nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade" e quando estamos nEle, somos "perfeitos" (Col. 2:9,10). Quando descansamos pela fé em Cristo, nosso salvador, vemos uma de suas belezas e por Ele Deus sente-se agradado completamente.

Essa perfeição é vista no crente de forma progressiva. Em um processo chamado santificação, pelo qual o crente cresce em obediência a Palavra de Deus, o crente tem cada vez mais as evidências das belezas de Cristo (Prov. 4:18; I Ped 2:1-5; II Ped 3:18). Como está a sua fé? Está em Cristo? As belezas de Cristo estão cada vez mais evidente em seu comportamento? Como estão seus pensamentos, sua vida? Lembre-se, Deus não tem outra glória senão Cristo, ou estamos nEle e temos a vida, ou estamos sem Ele e sem a vida. Somente em Cristo nos tornamos "perfeitos".



Autor: Pastor Calvin Gardner
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Leia também

Related Posts with Thumbnails