quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Pneumatologia - O ENCHER-SE DO ESPÍRITO SANTO

INTRODUÇÃO

Todo filho de Deus está sob a ordem de "encher-se do Espírito" (Efésios 5:18). Então não fiquemos contentes somente por aprendermos esta doutrina, mas por estarmos em obediência, e de fato experimentarmos este "Encher".

I. O QUE NÃO É ENCHER-SE DO ESPÍRITO

A. Não está recebendo mais do Espírito.
Todo filho de Deus é habitado pelo Espírito Santo. O Espírito de Deus é uma pessoa e seria loucura dizer que Ele pode ser recebido em proporções.

B. Não é crescimento espiritual.
Os cristãos podem ser cheios do Espírito em todas as suas fases de maturidade. Um bebê em Cristo pode ser cheio do Espírito enquanto que um crente maduro pode estar falhando nesta área. O viver " cheio do Espírito " deveria ser visto como uma posição de boa saúde espiritual. A saúde pode ser experimentada em qualquer idade, contudo a falta de uma boa saúde é um impedimento ao crescimento formal, tanto no reino físico quanto espiritual.

C. Não deve ser confundido com outros trabalhos do Espírito.
As experiências de "encher-se do Espírito" e "ser batizado com o Espírito" têm sido freqüentemente confundidas. Como esperado, o enchimento acompanhou o batismo em Atos 2, mas confundi-los é um sério erro que acaba pervertendo ambas as verdades. O batismo com o Espírito foi determinado para o dia de Pentecostes enquanto as pessoas estavam cheias do Espírito, mesmo antes do nascimento de Cristo. Somos instruídos a que sejamos cheios do Espírito, mas ninguém, nenhuma vez, foi instruído a que fosse batizado com o Espírito. São experiências distintamente diferentes.

II. O QUE É ENCHER-SE DO ESPÍRITO

Para ser cheio do Espírito, basta render-se a Ele em todas as áreas de sua vida. Comparada a embriaguez essa experiência é freqüentemente direta ou indireta (Efés 5:18; Lucas 1:15; Atos 2:13). Assim como o vinho controla o bêbado fazendo dele uma pessoa evidente, o indivíduo cheio do Espírito fica sob domínio do Espírito Santo. Ele torna-se evidente espiritualmente e capaz de testemunhar do Seu Senhor.

A experiência daqueles que estiveram cheios do Espírito parece muito variável. Na vida cristã normal o crente enche-se do Espírito enquanto confessa seus pecados e rende-se a Deus. Em uma certa instância o encher-se já não é tanto uma experiência emocional porém uma continuação de comunhão com Deus. Em outras ocasiões, o enchimento não foi procurado e veio com sinais especiais. Por favor, note nos seguintes versículos que a ocasião de encher-se era cercada de várias circunstâncias: Lucas 1:15;1:41;1:67;4:1, Atos 2:4;4:8; 4:31; 7:55; 9:17; 11:24; 13:9; 13:52

As escrituras mostram claramente que a experiência de ser cheio do Espírito Santo não segue um padrão em relação as circunstâncias antes e depois do Pentecostes, com ou sem sinais visíveis, e em muitos tipos diferentes de servos de nosso Senhor até mesmo uma criança ainda no ventre. A experiência está associada a louvor, evangelização e julgamento (no caso de Barjesus).

Tomando nota de tudo isso devemos ter o cuidado de relembrar que apesar dos eventos circunvizinhos, o encher-se é simplesmente o Espírito de Deus tomando controle de uma vida. Em nossa vida podemos ter tempos cheios do Espírito que se parecem como estar no topo de uma montanha enquanto que em outros momentos o render-se a Deus produz apenas alegria e paz na vida quotidiana do crente. Apesar da presença ou ausência de certas experiências devemos estar assegurados de que todo crente pode ser cheio do Espírito todo dia. Deus sabe o trabalho particular que precisa ser feito e então Ele pode determinar as circunstâncias do nosso Encher diário.

III. CONDIÇÕES PARA QUE ALGUÉM SEJA "CHEIO DO ESPÍRITO"

Devido a sermos instruídos a que sejamos "cheios do espírito" (Efésios 5:18) é óbvio que há certas condições que devem ser preenchidas em situações normais. O crente que deseja estar cheio do Espírito deve notar o seguinte:

A. Não extinguir o Espírito - I Tessalonicenses 5:19.
B. Não entristeçais o Espírito - Efésios 4:30.
C. Andar com o Espírito - Gálatas 5:16. Render-se ao Espírito e não ao poder da carne.
D. Orar - Atos 4:31, Lucas 11:13. Todo crente deve orar diariamente para um relacionamento mais íntimo com Deus para ter uma maior presença do Espírito em sua vida.

Como é triste para qualquer filho de Deus desonrar o Senhor permitindo que a carne arruine o seu testemunho (I Coríntios 3:3). Deus usa os que estão "cheios do Espírito" (Atos 6:3; 11:24).

IV. OS RESULTADOS DE SER CHEIO DO ESPÍRITO.

A. Ousadia na pregação - Lucas 1:15-16, Atos 4:8, Atos 4:31, Atos 9:17-20, Isaías 61:1,.
B. Gozo - Atos 13:52, Efésios 5:18-19.
C. União - I Coríntios 3:1-3, Efésios 4:3.
D. Louvor - Efésios 5:19-20.
E. Crescimento espiritual - Quando Deus está no comando de nossa vida podemos esperar crescermos diariamente na graça e no conhecimento de nosso Senhor (II Pedro 3:18).
F. O comportamento formal em nossas relações para com os outros - Em Efésios 5:21-6:9 Paulo fala sobre os vários deveres do marido, esposa, filho, pai, empregado e empregador. Note que o texto fala sobre o encher-se do Espírito (Efésios 5:18). Paulo não está ensinando com isso que podemos preencher nossas várias responsabilidades corretamente somente pelo poder do Espírito de Deus?

CONCLUSÃO

Tomara que cada um de nós tome como dever solene ser cheio do Espírito Santo. Ser cheio do Espírito deve ser visto como uma experiência norma da vida cristã e não um privilégio de poucos selecionados.



Autor: Pr Ron Crisp
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Um comentário:

  1. Alegra-te, jovem, na tua juventude, e recrei-se o teu coração nos dias da tua mocidade; anda pelos caminhos que satisfazem ao teu coração e agradam aos teus olhos; sabe, porém, que de todas estas cousas Deus te pedirá contas.
    Afasta, pois,do teu coração o desgosto e remove da tua carne a dor, porque a juventude e a primavera da vida são vaidade.
    -- Eclesiastes 11 9-10

    ResponderExcluir

Compartilhe

Leia também

Related Posts with Thumbnails