quarta-feira, 30 de junho de 2010

Personagens Bíblicos - O REI DOS REIS

APOCALIPSE 19:11-20:15

Há seis mil anos Deus criou Adão sobre a Terra. A única responsabilidade do homem era obedecer e glorificar a Deus, mas Adão e Eva rebelaram-se contra a autoridade de Deus devido à procura de Satanás por sua lealdade. Desde aquela hora, o procedimento de Deus com o gênero humano tem sido de contínua advertência para o arrependimento e a oferta de perdão.

Depois de quatro mil anos de julgamento e desolação, o Filho de Deus veio para o mundo na forma de um bebê nascido de uma virgem, Jesus de Nazaré. Naquela época, João Batista foi enviado para pregar “Arrependei-vos, porque é chegado o reino de Deus”. O que isso significava era: “O Rei está vindo, vocês têm a oportunidade de se arrepender de sua rebelião e de deixar que Deus seja seu Rei, cure suas doenças, suspenda suas guerras e habite em seu meio”.

Com a idade de quase trinta e três anos e meio, Jesus, o Rei, entrou em Jerusalém, cumprindo a profecia de Zacarias e oferecendo-se à nação de Israel como seu Rei. Em vez de aceitá-lo, crucificaram-no. Ainda que fizessem isso pelo mal, Deus o fez pelo bem, porque, naquele dia, Jesus levou nossos pecados morrendo por eles sobre a cruz.

Entretanto, nem os judeus nem o mundo se livraram desse Jesus. Ele então entrou em Jerusalém manso e humildemente, sentando-se sobre o jumentinho, com alguns poucos apóstolos humildes acompanhando-o, e crucificaram-no. Não muitos dias no futuro Ele virá cavalgando dos céus para entrar em Jerusalém, sobre o belo cavalo branco de um grande conquistador. Com Ele, não estarão os poucos apóstolos humildes e desnorteados, mas todos os redimidos de todas as épocas vestidos em mantos brancos cintilantes.

Considere-se que, em Sua primeira aparição, Ele ofereceu-se ao mundo, mas em Sua segunda vinda, conquistará o mundo e reinará sobre ele em retidão e paz. Todos os exércitos anti-Cristo deverão ser abatidos antes dEle pelo poder de Sua Palavra, e todo o mundo deverá saber que Ele é e sempre foi o Rei dos reis e o Senhor dos senhores.

Sete anos antes dessa vinda com seus santos, Ele está vindo, como um ladrão na noite, para seus santos. Você está pronto?


Perguntas – O REI DOS REIS

1. Há quanto tempo Adão foi criado?
2. Ele seguiu a Deus ou se rebelou contra Ele?
3. Quem conduziu Adão e Eva a fazer isso?
4. Por que Satanás fez isso?
5. Quanto tempo depois disso Deus veio ao mundo?
6. Em que forma Deus veio ao mundo?
7. Que homem anunciou a vinda de Jesus, o Rei?
8. Que aviso ele ofereceu ao povo?
9. Jesus se ofereceu verdadeiramente como Rei?
10. Descreva como isso foi feito.
11. O povo de Israel o quis como seu Rei?
12. O que decidiram fazer com Ele?
13. Isso surpreendeu Jesus ou Deus o Pai?
14. O plano de Deus estava sendo cumprido conforme o Seu decreto?
15. Os judeus expulsaram Jesus para sempre?
16. Quando Ele vier novamente, será como na primeira vez?
17. Descreva todas as diferenças que você puder.
18. O que será escrito em Sua roupa quando Ele voltar?
19. Em qual grande batalha Ele então lutará?
20. Ele de fato reinará como um Rei físico sobre a Terra?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - FILEMOM

LEIA O LIVRO DE FILEMOM

Filemom não é um personagem Bíblico realmente significativo. Seu nome aparece apenas uma vez nas Escrituras e nenhum de seus atos ou palavras estão registrados. Eu o incluí nessa série, porque isso proporciona uma boa ocasião para estudar a Epístola a Filemom.

Filemom foi um cristão que viveu na cidade de Colossos. Conheceu Paulo e muitos de seus companheiros trabalhadores, como Marcos, Lucas, Epafras, Aristarco e Demas.

Na época de Filemom, se um homem obtivesse uma dívida muito alta, vendia a si mesmo ou, às vezes, seus filhos para serem escravos por um período de tempo (não excedendo sete anos). O dinheiro pelo qual era vendido pagava seus débitos e ele servia seu comprador para indenizá-lo. Filemom comprou desta maneira uma pessoa chamada Onésimo. Isso significa que Onésimo concordou em servir Filemom por um período de tempo, mas, em vez disso, roubou-o e fugiu para Roma.

Em Roma, conheceu o apóstolo Paulo, que era prisioneiro, mas era autorizado a alugar sua própria casa por determinado período para proclamar e ensinar a Palavra de Deus (Atos 28:28-31). Mais tarde, Paulo era colocado na prisão e depois degolado. O encontro de Onésimo com Paulo iria mudar a sua vida e muitas outras. Paulo o conduziu até Cristo e lhe ensinou o caminho de Deus. Ele veio a amar muito Onésimo e Onésimo também amou Paulo.

A Epístola a Filemom é uma carta que Paulo escreveu para ele e lhe enviou por meio de Onésimo, que devolveu a seu mestre. Pelo simples fato de termos a Epístola a Filemom, podemos ter certeza de que Onésimo estava arrependido de seu pecado, que a confiança de Paulo não foi inapropriada e que ele voltou para seu mestre. A mensagem desse curto mas extraordinariamente grande livro da Bíblia tipifica o plano de Deus para a salvação dos homens. Leia cuidadosamente os versículos 17 e 18. Paulo diz “recebe-o como a mim mesmo”. (Confie a ele qualquer mérito que você considerar meu.) Este é o fundamento sobre o qual Deus nos recebe. Ele confia em nós o mérito de Cristo. Novamente, Paulo diz “se te fez algum dano, ou te deve alguma coisa, põe isso à minha conta”. Na cruz do Calvário, Deus colocou todo meu pecado na conta de Cristo, e Jesus meu Salvador pagou a conta. Somente por fazer isso eu tenho a vida eterna.


Perguntas – FILEMOM

1. Que livro da Bíblia Filemom escreveu?
2. Filemom era um cristão poderoso?
3. Filemom era um pregador?
4. Vivia em qual cidade ou perto de qual cidade?
5. Cite o nome de alguns dos companheiros de Paulo que ele conheceu.
6. Conheceu Paulo pessoalmente?
7. Qual era o nome de seu servo?
8. Foi malvado ou cruel com esse homem?
9. Que coisa maldosa Onésimo fez?
10. Para onde foi depois desse crime?
11. Que grande evento aconteceu em sua vida lá?
12. O que Paulo disse para Onésimo fazer?
13. Onésimo fez isso? Como sabemos?
14. Paulo aconselhou Filemom a punir seu servo? Por quê?
15. Antes de sua partida, Onésimo foi um bom servo?
16. Por que Paulo não manteve Onésimo com ele como um ministro do evangelho?
17. Como Paulo disse que Filemom deveria receber Onésimo?
18. O que Paulo disse para Filemom fazer com as ofensas de Onésimo?
19. O que disse para Filemom fazer com suas dívidas?
20. Explique como isso está relacionado com o plano de Deus de salvação.


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - TITO

TITO; II CORÍNTIOS 12:18; GÁLATAS 2:1-3

Não escrevemos sobre Tito porque foi um personagem distinto ou famoso. Não fosse a epístola escrita por Paulo a Tito, muitas pessoas dificilmente teriam constatado que ele existiu. Entretanto, humanamente falando, devemos a continuidade do Evangelho a tais homens pouco conhecidos, como Tito, que foram firmes em lutar pela fé.

O nome de Tito nunca aparece no livro de Atos quando Lucas escreve sobre as viagens de Paulo. Lucas, entretanto, conhecia-o e estava associado a ele. Foi também um companheiro de Paulo ainda no princípio de seu ministério, quando Barnabé ainda estava com ele (Gálatas 2:1). Tito era provavelmente excepcional em que, mesmo sendo envolvido no início do ministério de Paulo, era um gentio (Gálatas 2:3 e 4).

Podemos seguramente presumir que Tito foi um ministro de bom caráter, mesmo não havendo nenhuma pregação dele registrada e nenhum milagre fora feito por suas mãos. Foi uma pessoa a quem podiam ser confiadas responsabilidades importantes, pois Paulo enviou-o a Corinto para preparar a igreja sobre suas ofertas para os santos em Jerusalém (II Coríntios 8:6;12:18).

Podemos aprender muito sobre o caráter e o equilíbrio de Tito lendo a carta escrita por Paulo para ele. Paulo deixou-o em Creta para colocar em ordem as coisas que estavam inconclusas (ou que estavam fora de ordem neotestamentária). Esse não é um trabalho para um ministro fraco ou infiel (Tito 1:5). Foi-lhe dado a responsabilidade de distinguir o caráter dos homens (Tito 1:6). Foi-lhe dado a tarefa de ordenar os anciãos (pastores) em várias cidades (Tito 1:5).

Tito teve um povo difícil com quem trabalhava e deveria selecionar homens capazes de lidar com esse povo. Os cretenses eram mentirosos, pessoas imorais e glutões preguiçosos (Tito 1:10-13).

Foi dada a Tito a tarefa penosa de trabalhar entre esse povo. Devia não apenas reprovar o pecado deles, mas também preveni-los e ensiná-los para que fossem sãos na fé (Tito 1:13; 2:1).


Perguntas – TITO

1. Tito era jovem ou velho?
2. Era um apóstolo?
3. Conheceu muitos dos apóstolos?
4. Escreveu um livro da Bíblia?
5. Realizou algum milagre?
6. Ele tem algumas de suas palavras registradas na Escritura?
7. Conheceu o apóstolo Paulo?
8. Começou a viajar com Paulo antes ou depois de Timóteo?
9. Era um judeu ou um gentio?
10. Era uma pessoa de grandes responsabilidades?
11. Em que igreja ele exortou as pessoas em relação ao dinheiro?
12. Em que ilha ele foi deixado para trabalhar?
13. Havia muitas igrejas ali ou apenas uma?
14. Essas igrejas estavam em ordem segundo as Escrituras?
15. De maneira geral, que tipo de pessoa eram os cretenses?
16. Que grupo entre eles era mais propenso a deturpar a Palavra de Deus?
17. Paulo instruiu Tito para ser moderado e gentil com eles?
18. Tito foi ordenado a abster-se de interesse doutrinal?
19. Paulo propôs a dar àqueles da circuncisão poder livre para falar?
20. O que foi dito a Tito sobre a motivação da doutrina subversiva desses homens?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - TIMÓTEO

ATOS 16:1-5; I TIMÓTEO 1:1 E 2; II TIMÓTEO 1:1-10

Timóteo é um homem com o qual muitos estudiosos da Bíblia sentem-se muito familiarizados, não por causa do que ele diz, mas por causa do que é dito sobre ele. Timóteo foi meio judeu e meio gentio. Sua mãe, Eunice, era judia, mas seu pai era grego (gentio).

Na vida de Timóteo, podemos ver a importância de criar os filhos nos caminhos de Deus. Quando Paulo falou sobre a “fé não fingida” de Timóteo, disse que ela estava primeiramente em sua avó Lóide e em sua mãe Eunice. Se você questionar o valor de uma mulher freqüentar os cultos sem seu marido, lembre-se de que a fé não fingida de Timóteo foi uma conseqüência imediata da fé não fingida de sua avó Lóide e de sua mãe Eunice.

Timóteo, mesmo tendo pouca idade quando Paulo interessou-se por ele, teve um bom testemunho dentre o povo de Listra e Icônio, na região em que foi criado. Paulo o escolheu como ministro e companheiro de viagem. Em várias ocasiões ele é mencionado como parte do grupo viajante de Paulo. Em muitos momentos, ele é registrado como um companheiro trabalhador de Silas. Paulo também refere-se a ele como seu irmão e como seu próprio filho no Senhor.

Timóteo tinha um problema natural, que era sua juventude. Não sabemos a idade dele, mas sabemos que tinha idade suficiente para que Paulo escolhesse usá-lo, e, suficientemente jovem, para que Paulo o advertisse sobre sua juventude: “Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis” (I Timóteo 4:12). Paulo não está, como alguns pensam, aconselhando Timóteo a se exaltar, mas, antes, está prevenindo-o a fugir das luxúrias da juventude, que certamente levariam os homens a rebaixar seu ministério. Está dizendo a Timóteo para ser maduro em Deus a despeito do fato de seus anos serem poucos, assim, aquele povo o seguiria como um ministro maduro, em vez de diminuí-lo como um jovem impulsivo.

Timóteo foi deixado em Éfeso para estabelecer a igreja na sã doutrina (I Timóteo 1:3). Podemos muito bem concluir, a partir de Apocalipse 2:1-3, que ele fez um trabalho admirável.


Perguntas – TIMÓTEO

1. Timóteo é bem conhecido pelo que disse ou pelo que é dito sobre ele?
2. Qual era a nacionalidade de sua mãe?
3. Qual era a nacionalidade de seu pai?
4. Qual era o nome de sua mãe?
5. Qual era o nome de sua avó?
6. Que bom testemunho temos deles?
7. Qual deles foi primeiro na fé?
8. Paulo indicou que influenciaram Timóteo?
9. Em quais cidades Timóteo era conhecido?
10. Possuía boa reputação lá?
11. De quem foi a idéia para que Timóteo acompanhasse o grupo de Paulo?
12. Qual característica de Timóteo era um problema em potencial?
13. Em qual cidade Timóteo foi deixado para ministrar?
14. Paulo disse a Timóteo para exigir respeito do povo?
15. Paulo aconselhou-o a obter o respeito deles por quais meios?
16. Timóteo foi instruído a fugir de qual característica da juventude?
17. Timóteo conheceu Silas pessoalmente?
18. Conheceu Lucas pessoalmente?
19. Temos alguma mensagem registrada ou alguma carta de Timóteo?
20. Ele permaneceu fiel a Paulo até a morte de Paulo?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

terça-feira, 29 de junho de 2010

Personagens Bíblicos - ÁQUILA E PRISCILA

ATOS 18:1-3, 18-26; ROMANOS 16:3; I CORÍNTIOS 16:19; II TIMÓTEO 4:19

Decidi incluir Áquila e Priscila em minha série de Principais Personagens Bíblicos, não porque foram famosos, mas porque foram fiéis. Não está registrada nenhuma citação direta de algum deles nas Escrituras Sagradas, ainda que tenham sido grandes cristãos. Viveram em dupla perseguição.

A primeira menção que se faz a eles na Bíblia está em Atos 18:2. Tendo sido expulsos da Itália, estavam vivendo em Corinto e fazendo tendas. É aqui que Paulo os encontra e, como tinha experiência nesse ofício, trabalhou fisicamente com eles para suprir suas necessidades terrenas. Podemos supor se Paulo os conduzisse a Cristo ou se já fossem discípulos. Parece para mim que eles já foram discípulos, porque foram mencionados na carta aos cristãos que estavam em Roma, como pessoas estabelecidas entre os cristãos romanos (Romanos 16:33).

É claro que colocavam assuntos espirituais antes das necessidades físicas; quando Paulo deixou Corinto em direção a Síria, viajaram com ele até Éfeso e, aparentemente, fizeram dali sua casa e lugar de serviço a Deus. Foi aqui que conheceram e ouviram Apolo, e foram usados como instrumentos de Deus para mudar sua vida e ministério. Aparentemente permaneceram aqui, porque Paulo, escrevendo da prisão romana para Timóteo, que obviamente estava em Éfeso (I Timóteo 1:3), pediu, em sua segunda epístola, para saudar Áquila e Priscila.

É maravilhoso ver o efeito geral de membros cristãos e fiéis da igreja. Eram estabelecidos como cristãos em Roma. Sendo forçados a deixar seu lar, não foram amargados contra Deus, pelo contrario, serviram-no com a mesma integridade em Corinto, de onde partiram para Éfeso, fazendo o mesmo bom trabalho para Cristo. Foram uma grande benção pessoal a Paulo e estiveram continuamente em seus pensamentos, encorajando seu coração. Mudaram a vida e o ministério de Apolo e, obviamente, foram uma grande benção para Timóteo. Você não precisa ser famoso no serviço de Deus, como Paulo. Se você for fiel, como foram Áquila e Priscila, você será grande no Reino de Deus.


Perguntas – ÁQUILA E PRISCILA

1. Onde Áquila nasceu?
2. Qual era o nome de sua esposa?
3. Onde ela nasceu?
4. Onde viviam na primeira menção feita a eles nas Escrituras?
5. Onde encontraram Paulo?
6. Qual era o trabalho deles?
7. Como isso influenciou a vida de Paulo?
8. Para qual nação Paulo estava indo quando, junto deles, deixou Corinto?
9. Para qual nação viajaram com ele?
10. Para qual cidade daquela nação?
11. Havia uma igreja naquela cidade?
12. Qual é a última vez que encontramos essa igreja mencionada na Bíblia?
13. Que pessoa famosa encontraram em Éfeso?
14. Que influência tiveram em sua vida?
15. Eram conhecidos pelos cristãos em Roma?
16. Por que não ficaram com esses cristãos?
17. Amavam os cristãos em Corinto?
18. Conheceram Timóteo pessoalmente?
19. Lucas fala sobre eles em seus escritos?
20.Quais as palavras dessas pessoas estão registradas nas Escrituras?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - AGRIPA

ATOS 25:13-26:32

O assunto desta lição é Herodes Agripa II. Ele é o filho de Herodes Agripa I, sobre o qual lemos em Atos 12:1, inimigo da igreja e algoz de Tiago, irmão de João. Ele é bisneto de Herodes, o Grande, (Lição 5) que matou as crianças de Belém e adjacências na época do nascimento de Jesus (Mateus 2:13-18). Berenice, a quem aqui se faz menção, era sua irmã.

A razão para que eu escolhesse esse homem para ser um personagem bíblico neste livro está no fato de ele chegar muito perto da salvação e então rejeitar Cristo. Não apenas O rejeita, mas expressa essa rejeição. Paulo falou a esse homem sobre sua própria infância e seu zelo contra a igreja e contra Jesus Cristo, o Messias. Relata então a maravilhosa história de sua conversão. Conta como Deus o arremessou na grande luz, no momento em que viajava para Damasco. Conta como Deus o chamou e ordenou que fosse o apóstolo dos gentios. Fala como proclamou Jesus a partir daquele momento e como os judeus tentaram matá-lo. Afirma que apenas pela graça de Deus foi mantido com vida, dia após dia, até aquele momento.

A mensagem de Paulo é tão poderosa que Festo, de nossa lição anterior, não pôde manter-se em silêncio, afirmou em alta voz que Paulo estava louco (Atos 26:24). Agora, responder à mensagem de Paulo torna-se responsabilidade designada a Agripa. Qual é sua resposta? “Por pouco me queres persuadir a que me faça cristão”. Por pouco! Que condição terrível para se vivenciar. Por pouco persuadido! Isso indica que ele foi informado, convencido, que sentiu o toque do poder do Espírito sobre seu coração pecador. Informa ainda, mesmo com essa grande oportunidade e responsabilidade, não só resistiu ao Espírito Santo mas também rejeitou Cristo. Seu pecado foi provavelmente maior do que aquele cometido por Felix, que estremeceu mas optou por rejeitar no momento e ouvir novamente mais tarde.

Em ambos os casos, foram quase persuadidos, mas inteiramente perdidos e condenados para sempre.


Perguntas – AGRIPA

1. Qual era o outro nome de Agripa?
2. Qual era seu ofício?
3. Quem foi seu pai e que maldade ele fez?
4. Quem foi seu bisavô e que maldade ele cometeu?
5. Que parentela Berenice tinha com ele?
6. Quem foi responsável por seu encontro com Paulo?
7. Que grande história Paulo lhe contou?
8. Quem Paulo disse que foram seus constantes adversários?
9. Como Paulo explicou sua sobrevivência ao longo dos anos?
10. Por quem e como sua mensagem foi interrompida?
11. Que questão pessoal Paulo dirigiu a Agripa?
12. Que afirmação Agripa fez em relação à mensagem de Paulo?
13. Agripa ficou em melhor situação por ser quase persuadido?
14. Cite o nome de outro homem dessa época que foi quase persuadido.
15. Agripa achava que Paulo deveria ser mantido na prisão?
16. Ele tentou tê-lo em liberdade?
17. Por que ele disse que Paulo não poderia ser libertado?
18. Agripa acreditava em Deus?
19. Agripa acreditava na Bíblia como ele a compreendia?
20. Isso ajudou Agripa a alcançar o céu e por quê? Ou por que não?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - FESTO

ATOS 24:27-25:27

Pórcio Festo tornou-se governador logo após Félix. Era um oportunista do pior tipo, cujas ambições políticas eram bem maiores que suas convicções acerca de moral ou justiça. Não encontrou maldade em Paulo (Atos 25:25, 26), mas, devido a motivos de popularidade política, recusou tomar uma decisão a favor de Paulo (Atos 25:9).

Provavelmente, não há pecado mais sedutor para alguém do que tentar ser indiferente em relação a Cristo ou as coisas de Deus. Festo herdou a responsabilidade de libertar Paulo por causa da ganância de Félix (Atos 24:25-27). Contudo, seu pecado não era menor que o de Félix; em duas ocasiões, ouviu Paulo falar segundo a fé de Jesus Cristo e não tomou nenhuma decisão a favor de Paulo.

Quando, pela primeira vez, Festo participou do julgamento de Paulo, tornou-se sua responsabilidade libertá-lo, pois as acusações não podiam ser provadas (Atos 24:7). Ao invés de fazer isso, na tentativa de agradar aos judeus, tentou enviar Paulo para Jerusalém a fim de que lá fosse julgado. Claro que isso não poderia acontecer porque existiam judeus fora-da-lei armando ciladas para assassinar Paulo, então Paulo apelou a César, e Festo, a fim de se livrar da responsabilidade, aceitou seu pedido. Isso conduziria a pregação do evangelho por Paulo em Roma, mas, finalmente, deu-se a execução de Paulo e, por uma parte dessa execução injusta, Pórcio Festo teria que responder durante a eternidade.

O maior pecado que Festo cometeu foi rejeitar a mensagem do Evangelho que Paulo entregou. Era costume de Paulo, em toda defesa, pregar o Evangelho. Talvez aprendera isso com Estevão, quem de modo condescendente viu morrer como mártir. Leia Atos 7:57-8:1. Podemos perceber, através da imparcialidade e da declaração, que Festo rejeita a mensagem de Cristo. Em Atos 26, Paulo fala sobre sua maravilhosa conversão e, nos versículos 22 e 23, prega o Evangelho com grande simplicidade. Festo disse que Paulo era louco. Pergunto: quem Festo acha agora que era louco?


Perguntas – FESTO

1. Qual era o primeiro nome de Festo?
2. Qual era sua posição política?
3. Onde ele reinava?
4. Onde estava quando ouviu sobre Paulo pela primeira vez?
5. Quem havia precedido Festo no poder?
6. Festo achava que Paulo poderia ser culpado?
7. Por que, então, não o deixou partir?
8. Por que não forçou a volta de Paulo a Jerusalém?
9. Ele colocou Paulo perante qual outro?
10. Por que Festo temia enviar Paulo a Roma?
11. Que grande testemunho Paulo deu perante Festo e Agripa?
12. As decisões de Festo foram tomadas com base no seu interesse pela justiça?
13. Qual era seu principal interesse?
14. Qual foi sua resposta à mensagem do Evangelho que Paulo pregou?
15. Qual foi o maior pecado de Festo?
16. Onde você acha que Festo se encontra hoje?
17. Explique por que você acha isso.
18. Ele poderia ter se arrependido mais tarde?
19. Cite alguns resultados indiretos da decisão de Festo que aconteceram na vida de Paulo.
20. Cite uma palavra com a qual você possa descrever o sentimento de Paulo em relação a Festo.


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - FÉLIX

ATOS 23:23-24:26

Félix não é um personagem Bíblico significativo por causa de sua justiça, mas por causa de sua falta de caráter. Ele não é um defensor fervoroso do mal como Judas ou Nero. Simplesmente tinha uma atitude neutra como Pôncios Pilatos e desempenhou um papel de procrastinador, para a perda de sua alma.

Paulo tinha sido preso ilegalmente por Ananias, o sumo sacerdote, e seus cúmplices. Haviam se comprometido a assassinar Paulo antes de comerem ou beberem (Atos 23:12). Envolveram um capitão do exército romano, Cláudio Lísias que, quando descobriu a conspiração dos mesmos, empregou duzentos soldados, setenta cavaleiros e duzentos lanceiros para, durante a noite, levar Paulo a Cesárea até o governador Félix.

Primeiramente, Félix ocupou-se do julgamento de Paulo e ouviu as acusações de Ananias e as de suas falsas testemunhas. A defesa de Paulo correspondeu à pregação do evangelho (morte, sepultamento e ressurreição) de Cristo. Na vez seguinte, ouviu Paulo, não tanto para que ele se defendesse, mas apenas para que ele falasse da fé em Jesus Cristo (Atos 24:24). Foi nesse momento que Paulo pregou-lhe na mais direta e simples maneira sobre justiça, temperança (essas duas coisas se ligam diretamente com a vida pecaminosa de Félix) e sobre o julgamento vindouro (o que tratou diretamente o encontro de Félix com Deus um dia).

Tão poderosa foi a convicção do Espírito Santo sobre Félix que ele literalmente tremeu. Reconheceu seu pecado, reconheceu a oferta de perdão de Deus, reconheceu o mandato de se arrepender. Não rejeitou verbalmente o apelo, simplesmente adiou seu arrependimento (ele procrastinou). Sua declaração foi: “Eu te ouvirei novamente em momento oportuno.” Ouviu Paulo outras vezes (versículo 26). Entretanto, nunca mais ficou tão convencido e o versículo 27 indica que Félix, finalmente, atuou contra Paulo, sua mensagem e seu Salvador. Podemos, assim, prever que Félix esteja no inferno hoje, porque esperou até que fosse tarde demais.


Perguntas – FÉLIX

1. Qual era a posição de Félix?
2. Onde ficava seu local de trabalho?
3. Que grande homem ele julgou?
4. Que líder judeu queria Paulo morto?
5. Que pacto ele e seus seguidores fizeram em relação a Paulo?
6. Quem arruinou esse plano e resgatou Paulo?
7. Qual era a posição de Cláudio Lísias?
8. Quem informou Cláudio sobre o plano?
9. Para onde Cláudio enviou Paulo e quando?
10. Ao todo, quantos soldados, etc, ele utilizou?
11. Para quem Paulo foi enviado?
12. Como Cláudio explicou a chegada de Paulo?
13. Quem acusou Paulo perante Félix?
14. Qual foi o ponto central da defesa de Paulo?
15. Paulo ficou isolado na prisão depois disso?
16. O que aconteceu quando Félix ouviu Paulo novamente?
17. Sobre quais três áreas da verdade Paulo falou perante Félix?
18. Félix negou as verdades que Paulo pregou?
19. Qual foi a decisão de Félix aquele dia?
20. Descreva com suas palavras quais foram os resultados.


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - APOLO

ATOS 18:24-19:8; I CORÍNTIOS 1:12; 3:4-6, 22; 4:6; 16:12; TITO 3:13

Nesses pequenos trechos, podemos ler tudo o que a Bíblia tem a dizer sobre Apolo. Podemos, contudo, aprender muito sobre ele.

Apolo nasceu em Alexandria, portanto era um judeu da diáspora. Conhecia bem o Velho Testamento e compreendia a verdade da Bíblia até o ponto do batismo de João Batista. Entretanto, até Atos 18.24, não tinha sido ensinado sobre a verdade do que era aquele Cordeiro de Deus que João havia pregado (Atos 18:25). Pode-se compreender isso estudando Atos 19:3-6. Os homens aqui eram batizados “no batismo de João”, mas eles e, obviamente seu ministro Apolo, não conheciam muito sobre o batismo de João, porque não conheciam Jesus, Quem era todo o propósito da existência e do ministério de João.

Quando Áquila e sua esposa Priscila o ouviram, vendo seu entusiasmo e eloqüência e, percebendo ainda sua ignorância em relação a Deus, levaram-no para casa e o ensinaram acerca das últimas revelações de Deus, isto é, a identidade do Messias (Jesus Cristo), e provavelmente também o ministério presente do Espírito Santo.

Essa ignorância com relação a Jesus como o Cristo é evidente quando se vê os discípulos que ele deixou em Éfeso. (Comparar Atos 18:24 a Atos 19:1). Esses homens, quando interrogados por Paulo, admitiram que não conheciam nada sobre o Espírito Santo ou sobre o Senhor Jesus Cristo. Não obstante, quando Paulo pregou-lhes sobre Jesus, foram batizados e falaram outras línguas, dando a Paulo acesso à Sinagoga dos judeus, onde ele continuou pregando sobre Jesus (Atos 19:6-8).

Apolo, depois de ter sido instruído por Áquila e Priscila, foi para Acaia e lá se tornou um produtivo ministro de Cristo. Em Atos 18:28, encontramos ele, publica e fortemente, provando, por meio do Velho Testamento, que Jesus era o Messias.


Perguntas – APOLO

1. Qual era a nacionalidade de Apolo?
2. Onde nasceu?
3. Era um pregador poderoso?
4. Onde encontramos o seu primeiro ministério no registro?
5. Ele era um bom estudante da Bíblia?
6. Foi proveitoso seu primeiro ministério em Éfeso?
7. Qual era a alcance de seu conhecimento?
8. Que conhecimento lhe estava faltando?
9. Em que lugar de Éfeso pregou?
10. Quais discípulos maduros encontrou lá?
11. O que fizeram por ele?
12. Ele se estabeleceu com os verdadeiros discípulos em Éfeso?
13. Saindo de Éfeso, para onde foi?
14. O que os discípulos de Éfeso fizeram por ele?
15. Ele teve um ministério produtivo em Acaia?
16. Qual era a mudança básica em sua mensagem?
17. Qual o problema que deixou em Éfeso?
18. Quem apareceu para solucionar esse problema?
19. Que tipo de batismo diferente esses homens aceitaram?
20. Quais foram os resultados que se seguiram após sua conversão?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - TABITA E ÊUTICO

ATOS 9:36-43; 20:6-12

Tabita e Êutico são dois personagens bíblicos sobre o quais escolhemos escrever em uma única lição, não por algo que fizeram, mas por algo que lhes foi feito. Não sabemos muito sobre cada um deles. Sabemos que Tabita viveu em Jope, que seu nome era, por interpretação, Dorcas e que era uma crente que fazia coisas para os outros de maneira altruísta. Por outro lado, Êutico era de Trôade ou dos arredores. Era jovem, e isso resume tudo o que sabemos sobre ele.

O fato que torna essas pessoas particularmente dignas de nota é que foram ressuscitadas. Obviamente essa não foi a única época em que as pessoas foram ressuscitadas. Isso ocorreu em raras ocasiões na época do Velho Testamento, e o Senhor Jesus Cristo ressuscitou pessoas durante o Seu ministério sobre a Terra. Nessas duas passagens, vemos Pedro e Paulo, os apóstolos do Senhor, fazendo isso em cumprimento de Sua comissão apostólica, em Mateus 10:8.

Em ambos os casos, o ato da ressurreição foi bem conhecido. No caso de Tabita, Pedro os colocou fora da sala e, mesmo assim, o fato ficou bem conhecido. Eles já tinham lavado ela para o sepultamento. Muitas pessoas estavam presentes, mostrando a Pedro evidências de seus bons feitos, os casacos e o vestuário que ela tinha fornecido às viúvas. Eles obviamente ficaram perto da sala enquanto Pedro a ressuscitou. Ele, então, apresentou-a a todos e o testemunho do acontecido percorreu Jope.

No caso de Êutico, ele simplesmente dormiu durante uma pregação, caiu da janela do terceiro ou quarto andar e morreu. Paulo lançou-se sobre ele, como Elias e, logo, anunciou que a vida retornaria a ele.

Esses não são fatos que se realizam hoje, no entanto, Deus certamente poderia fazê-los, se quisesse. Essas pessoas foram ressuscitadas naquela época para provar o poder e a identidade de Cristo e mostrar o poder de Deus sobre a Sua igreja.


Perguntas – TABITA E ÊUTICO

1. Cite duas pessoas ressuscitadas no Novo Testamento.
2. Essas foram as únicas pessoas ressuscitadas no Novo Testamento?
3. As pessoas eram ressuscitadas no Velho Testamento?
4. Esse milagre é comumente recordado?
5. Que profeta do Velho Testamento ressuscitou o filho de uma viúva?
6. Que apóstolo seguiu o seu estilo?
7. O Senhor Jesus Cristo, pessoalmente, realizou ressurreições?
8. Ele autorizou Seus apóstolos a também fazerem isso?
9. Ele autorizou Sua igreja a também fazer isso?
10. De quais apóstolos se tem evidência de terem realizado ressurreições?
11. Onde Tabita vivia?
12. Quem a ressuscitou?
13. Qual era o seu nome, por interpretação?
14. Por que era bastante conhecida?
15. Sua ressurreição ficou bastante conhecida?
16. Onde Êutico aparentemente vivia?
17. Como morreu?
18. De que altura caiu?
19. Quem ressuscitou Êutico?
20. De que maneira fez isso?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

domingo, 27 de junho de 2010

Personagens Bíblicos - DEMÉTRIO O OURIVES

ATOS 19:8-41

Eu não escolho Demétrio por ele ser uma figura importante ou famosa na Bíblia. Na realidade, ele não fez nenhuma coisa boa e não teve sucesso em fazer o mal. Eu escolho ele por ele ser um exemplo de uma prática satânica. Isto é a prática de opor as coisas espirituais para ganhar riquezas do mundo.

O ministério de Paulo em Éfeso tinha sido bem produtivo. Mesmo tendo oposição, ele teve sucesso em disputar as heresias, e havia ensinado a Palavra de Deus por dois anos e três meses. Além disso, Paulo também havia feito grandes milagres, principalmente os de curar os endemoninhados. Assim como hoje, havia homens que buscaram se engrandecer em usar os nomes de Jesus e Paulo para expulsar os demônios. Assim como hoje, os feitos desses homens eram somente imitações vis e fúteis. Assim como hoje, esta prática perversa era para o detrimento dos praticantes (vv. 13-17). Isto causou os que praticavam artes mágicas (feitiçaria, etc.) a queimar livros de feitiçaria no valor de cinqüenta mil peças de prata.

A feitiçaria e idolatria andam de mãos dadas e em qualquer lugar que a Palavra de Deus for pregada com eficácia, ambas serão derrotadas. Por isso, Demétrio viu que a sua profissão e ganho estavam em perigo, pois fazia de prata nichos de “Diana, deusa dos Efésios”. Demétrio não se preocupou com a mensagem de Paulo ser verdadeiro ou falso, e sim com o efeito que a mensagem tinha sobre seu ganho material. No entanto, não se focalizou no seu motivo primordial mas na lealdade religiosa que o povo tinha para com Diana. Eles arrebataram dois dos companheiros de Paulo e os trouxeram ao teatro, e a confusão da multidão prevaleceu. Por um espaço de duas horas, o povo repetiu unânime a frase “Grande é a Diana dos efésios.”

Quando o escrivão da cidade tinha acalmado o povo, falou simplesmente, “Se estes homens tem cometido algum crime, deixe Demétrio os acusar legalmente,” e o povo foi despedido. Este é sempre o caso. Quando o motivo de homens assim como Demétrio é submetido à razão e lógica, ele se desfaz. Dessa forma, a causa de Demétrio é derrotado por seus compatriotas sem sequer uma palavra de defesa do povo de Deus, e eles continuam pregando a Palavra de Deus.


Perguntas – DEMÉTRIO O OURIVES

1. Qual era a profissão de Demétrio?
2. Que tipo de estrutura ele manufaturava especificamente?
3. Em que cidade vivia?
4. Qual era o nome de sua deusa?
5. Quem Demétrio recrutou como ajudantes?
6. Há quanto tempo Paulo estava ministrando em Éfeso?
7. Ele sofria muita oposição?
8. Estava tendo muito sucesso?
9. Em que escola Paulo debatia?
10. Quem estava operando milagres naquele tempo?
11. Os ministros que acompanhavam Paulo estavam autorizados a exercer algum papel na operação de milagres?
12. Que tipo de prática falsa e pecaminosa surgiu naquele tempo?
13. Que homens em particular foram citados como estando envolvidos?
14. Esses homens eram sinceros e tinham boas intenções?
15. O que de estranho aconteceu com eles?
16. Que efeito isso teve sobre seus seguidores-mágicos?
17. Qual era o valor dos livros que queimaram?
18. Quais dos companheiros de Paulo foram capturados nesse momento?
19. De onde supostamente veio a imagem de Diana?
20. Esse alvoroço retardou efetivamente a obra de Deus?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - O CARCEREIRO DE FILIPOS

ATOS 16:19-40

Estudamos, na lição 37, como Paulo e Silas foram surrados e aprisionados. O homem responsável por mantê-los aprisionados era o carcereiro de Filipos, que é o assunto desta lição. Ele participou no açoitamento de ambos e foi encarregado de garantir que não escapassem. Estaria sob sentença de morte se isso acontecesse; então os colocou nas celas de segurança máxima na prisão e cruelmente prendeu seus pés em um tronco de madeira. Você pode imaginar o sofrimento e a miséria de Paulo e Silas? Você deve esperar que Paulo e Silas, bem como Deus, tenham sentido profundo desprezo por esse homem cruel, mas, na verdade, estavam cheios de compaixão, porque era ele o verdadeiro prisioneiro.

Deus providenciou todas essas coisas em preparação para salvar esse homem. Durante a quietude da noite, por volta da meia noite, um canto foi ouvido por todos os prisioneiros. Seriam aqueles pobres pregadores açoitados? Sim, eram eles, que estranho! Parecia que deveriam estar chorando e lamentando. Naquele momento, a terra começou a tremer e as portas da prisão abriram-se e o carcereiro foi acordado. A sua conclusão foi que não haveria esperança para ele, a mão de Deus havia se movido contra ele e os prisioneiros partiram e a morte o esperava.

De repente, a voz de Paulo provou que sua suposição estava totalmente errada. Os prisioneiros estão aqui, não partiram e o carcereiro não iria morrer. Na realidade, Deus teve piedade e graça em relação e esse homem depravado. Como Ele, silenciosamente, abrira o coração de Lídia para o Evangelho, abrira o coração desse homem com a violência de um terremoto. Então, com o coração aberto, cai perante Paulo e Silas e pergunta humildemente, o que devo fazer para ser salvo? “Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa” (Atos 16:31). Depois Paulo e Silas pregaram-lhes a Palavra de Deus, explicando o que significa crer no Senhor Jesus Cristo (Atos 16:32).

Sim, o carcereiro foi salvo para sempre. Isso fica evidenciado por dois motivos: batismo e arrependimento. O arrependimento revela-se por ele ter lavado suas feridas e lhes dado comida. Grande mudança se realiza quando Jesus entra no coração.


Perguntas – O CARCEREIRO DE FILIPOS

1. Em que nação o carcereiro de Filipos vivia?
2. Por que Paulo e Silas foram presos?
3. Eram acusados de quê?
4. O que foi feito a eles então?
5. Quem ficou encarregado de suas carceragens?
6. Cite duas medidas que tomou em especial para mantê-los presos.
7. O que lhe aconteceria caso os prisioneiros escapassem?
8. O que estavam fazendo à meia-noite?
9. O que os prisioneiros estavam fazendo?
10. O que o carcereiro estava fazendo?
11. Que ato de Deus ocorreu à meia-noite?
12. Que efeito causou na prisão?
13. Que suposição equivocada teve o carcereiro?
14. Qual foi sua reação diante dessa conclusão?
15. O que evitou sua morte?
16. O que fez depois de encontrar os prisioneiros ainda lá?
17. Que instrução lhe deu Paulo?
18. Isso é tudo da mensagem de Paulo a ele?
19. O carcereiro se tornou um cristão?
20. Cite dois fatos que evidenciam sua salvação.


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - LÍDIA

ATOS 16:1-15

Enquanto Paulo e Silas percorriam por entre as igrejas na segunda viagem missionária, encontraram-se crescendo e prosperando na causa de Deus (Atos 16:5). Seus planos então eram ir a Bitínia, mas Deus enviou a visão de um homem da Macedônia a Paulo durante a noite. O homem pediu-lhe: “Passa à Macedônia, e ajuda-nos”. Paulo, sabendo que esse não é um pedido natural do homem, entende isso como uma revelação vinda de Deus e então vão para a Macedônia.

O primeiro importante lugar de parada foi Filipos. Aconteceu aqui que uma mulher chamada Lídia ouviu a mensagem deles. Ela não é importante por causa do que fez, mas sim por causa do que Deus fez por ela, e é por isso que a escolhemos para essa lição.

Devemos apontar muitas coisas a respeito dela. Provavelmente era muito rica, sendo uma vendedora de púrpura de Tiatira, pois a riqueza é comum para os mercadores dessa tintura rara. Ela era religiosa. Esta passagem nas Escrituras revela que era da fé judaica, indo orar no dia do sábado (Atos 16:13). Adorava a Deus (Atos 16:16). Muitas pessoas hoje em dia certamente diriam que uma pessoa assim não precisa de salvação e que está fora de cogitação um pregador que venha tentar compelir sua própria religião sobre ela. Poderiam dizer que os deixassem com sua próprias convicções religiosas porque, se são sinceros, seguramente estão bem. Mas, aparentemente Deus não disse isso a Paulo, porque ele sentiu que ela precisava conhecer a verdade advinda da Palavra de Deus.

As grandes palavras dessa lição estão no versículo 14, “O Senhor lhe abriu o coração”. Você vê que isso deve sempre acontecer antes que uma pessoa seja salva. Podem ouvir a palavra sendo pregada freqüentemente, mas, se Deus não abre o coração, isso não tem nenhum proveito, porque “o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus”. Leia I Coríntios 2:14. Ele ignorará, odiará e confundira as verdades espirituais etc, etc., mas, quando Deus abre o coração, ele “atenta para isso” (Atos 16:14). É através dessa carinhosa e amorosa cirurgia do coração, feita por Deus, que o homem é salvo. Só então Lídia foi batizada, porque o batismo é para os crentes e não descrentes.


Perguntas – LÍDIA

1. Porque Paulo foi a Macedônia?
2. Quem o acompanhou?
3. Em qual cidade fizeram a primeira parada missionária?
4. Onde encontraram a primeira congregação?
5. Essas pessoas estava reunidas por qual razão?
6. Quem era o primeiro convertido de Macedônia?
7. Lídia era de qual cidade?
8. Qual era a sua profissão?
9. Ela cria em Deus?
10. Ela era sincera e fiel em sua crença?
11. Ela era uma mulher convertida quando Paulo a encontrou?
12. Paulo estava satisfeito em deixar ela às suas próprias convicções religiosas?
13. Ela desejava naturalmente ouvir a pregação de Paulo?
14. Porque ela escutou as palavras dele?
15. É coisa rara Deus abrir o coração de uma pessoa?
16. A Lídia decidiu ser batizada para que pudesse ir para o céu?
17. Porque ela foi batizada?
18. Alguém outro foi batizado junto com ela?
19. É registrado algum ato ou palavra dela?
20. O que ela fez de bom para Paulo e Silas?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - SILAS

ATOS 15:22-41; 16:19-33

O nome de Silas é conhecido certamente por muitas pessoas somente por causa de sua associação com o Apóstolo Paulo. Entretanto, foi um produtivo e fiel servo de Deus também (Atos 15:22 e I Pedro 5:12). A primeira menção sobre ele na Bíblia está em Atos, capítulo 15. No entanto, ele já era, nesse tempo, “distinto entre os irmãos” (Atos 15:22). É muito provável que Silas também foi um dos setenta anônimos enviados em Lucas 10, como o foi Barnabé. Descobrimos, segundo Atos 15:32, que ele também era um profeta de Deus. Silas também é conhecido na Bíblia como Silvano e é mencionado quatro vezes nas Escrituras com esse nome.

Seu lugar mais proeminente nas Escrituras é quando se torna companheiro de Paulo em sua segunda jornada missionária. Muito do que foi escrito sobre ele encontra-se em Atos 15:22-18:5. Foi logo depois a discordância entre Paulo e Barnabé, que Paulo escolheu Silas como seu companheiro de trabalho e partiu em direção à Síria e Sicília fortalecendo as igrejas.

Provavelmente o período mais dramático de sua vida revelado pela Bíblia encontra-se em Filipos. Havia uma jovem possuída por um demônio e ela seguiu Paulo e Silas, proclamando que eles eram os servos do Deus Altíssimo. Isso era verdade, mas o seu conhecimento era demoníaco e Paulo perturbou-se, então expulsou o demônio que a possuía. Quando os seus donos, que tinham adquirido grande fortuna através de suas previsões, viram o que acontecera, cercaram Paulo e Silas e os surraram até suas costas ficarem em carne viva. Depois foram levados para a prisão como criminosos comuns. Todavia, mantiveram um bom testemunho durante toda essa perseguição.

A vida pessoal de Silas não vai muito longe além disso. É como um conto inacabado que ensina uma lição. Esta lição é isto: no decorrer dos séculos, existiram homens, como Silas, que serviram e sofreram em silencio. Sangraram e morreram pela causa de Cristo e do ministério do evangelho, mas seus nomes nem são conhecidos pelo mundo. Lembremos, entretanto, que Deus os conhece. Conhece cada chicotada, cada lágrima, cada gota de sangue e ferimento de coração e Ele assegura uma preciosa recompensa eterna conseqüentemente.


Perguntas – SILAS

1. Qual o outro nome pelo qual Silas é conhecido?
2. Em que cidade estava, quando foi mencionado pela primeira vez?
3. Para que cidade estava indo, quando foi mencionado pela primeira vez?
4. Silas era conhecido pelos doze apóstolos?
5. Com quem fez sua primeira jornada missionária?
6. Onde essa viagem começou?
7. Em que cidade sofreu a primeira perseguição mencionada pela Bíblia?
8. O que deixou as pessoas iradas com ele?
9. Silas foi levado para onde primeiramente quando foi preso?
10. Que violência física ele sofreu?
11. Onde passou a noite?
12. Como Silas e Paulo foram preservados durante essa noite?
13. Que momento especial da noite é mencionado aqui?
14. Como sabemos que não guardou rancor dessa perseguição?
15. Silas viajou com Paulo depois disso?
16. Podemos definir quanto tempo ficaram juntos?
17. Ele foi fiel a Paulo?
18. Sabemos como Silas morreu?
19. Ele seria amado em sua cidade hoje?
20. Que lição podemos retirar dessa vida?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - CORNÉLIO

ATOS 10:1-48

Cornélio é um personagem bíblico do qual concerne muita doutrina bíblica, por isso fica difícil colocar tudo sobre ele em uma única lição. Primeiramente, tomemos conhecimento de que era um centurião romano, um gentio. Era um homem bom, humanamente falando, e certamente religioso. Acreditava em Deus e o temia, mas isso não significava que estava salvo, porque o Senhor Jesus claramente estabeleceu: “Ninguém vem ao Pai, senão por mim”.

Cornélio não conhecia Jesus como seu Salvador pessoal, então Deus enviou um anjo para dar-lhe instrução sobre como mandar buscar um pregador que lhe falasse de Jesus. Mas havia um outro problema. Pedro foi o mensageiro escolhido e ele não freqüentava a casa dos gentios. Entretanto, Deus novamente trabalha para preparar tanto o mensageiro quanto o ouvinte. Deus enviou uma visão a Pedro, que se encontrava em Jope, na casa de Simão, o curtidor. Essa visão tinha como objetivo revelar a Pedro que, agora, os judeus deveriam pregar para os gentios e tratá-los como irmãos, quando estivessem salvos, pois Deus os tornaria um em Cristo Jesus.

Foi imediatamente após essa revelação que os mensageiros de Cornélio vieram à casa de Simão, o curtidor; então Pedro, à ordem de Deus, foi com eles e levou consigo um grupo de crentes judeus que tinha em sua companhia. Quando chegou à casa de Cornélio, estavam reunidos e esperando ansiosamente a mensagem do Senhor. Da maneira como Pedro pregou no dia de Pentecostes e como Felipe pregara na Samaria, Pedro, agora, pregou Jesus à casa de Cornélio e criam em sua mensagem.

Na mesma hora enquanto a mensagem estava sendo dita e aceita, o Espírito Santo pousou sobre à casa de Cornélio e conversaram em línguas estrangeiras de acordo com a profecia de Joel, provando a Pedro e aos judeus que estavam com ele que Deus também lhes havia enviado o Espírito Santo.

Então Pedro questionou pode alguém porventura recusar a água, para que não sejam batizados estes, não para que podem receber o Espírito Santo, mas porque receberam o Espírito Santo, o que é uma evidência irrefutável de sua salvação.


Perguntas – CORNÉLIO

1. Onde Cornélio vivia?
2. Qual era sua nacionalidade?
3. Qual era seu emprego?
4. De que grupo era líder?
5. Era fielmente religioso?
6. Acreditava em Deus verdadeiramente?
7. Era um homem salvo?
8. Que visão teve?
9. Que instrução lhe foi dada?
10. Quem ele deveria mandar buscar?
11. Em qual cidade esse mensageiro estava?
12. Na casa de quem ele estava sendo hospedado?
13. Pedro era conhecido por pregar aos gentios anteriormente?
14. Que visão Deus deu a Pedro?
15. Qual foi a reação de Pedro e a instrução de Deus?
16. Pedro estava ansioso para ir com os mensageiros?
17. Quando Pedro chegou à Cesárea, sobre o que conversou?
18. O que aconteceu, quando pregou?
19. Que ato simbólico foi realizado?
20. Eles foram salvos antes ou depois do batismo?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Esboço para pregação - SALVAÇÃO NO DESERTO - Nm 21.4-9.

A importância desta experiência dá-se porque Jesus a utiliza em João 3.14, onde o Senhor Jesus compara-se à serpente de bronze.

1. O pecado de Israel.

a) Murmuraram contra o Senhor. Vs.4,5.
- Israel murmurou dez vezes. Nm 14.22.
- Não são as circunstâncias e sim o coração mau que provoca estas murmurações.
- Satanás apresenta Deus como duro em Seus atos, e nós acreditamos nele.

b) Não queriam seguir o caminho ordenado por Deus. V.4.
Que tolice! Queriam ir para Canaã, mas não pelo caminho escolhido por Deus. Jo 14.6.

c) Murmuraram contra o maná. V.5.
Tg 1.17. (Não conseguimos viver sem o Pão da Vida, Jo 6.35,51,58).

2. O castigo. V.6.

Deus mandou serpentes entre o povo. A picada da serpente é dolorida e causa a morte, V.6; o pecado age da mesma forma. Rm. 5.12.

3. A confissão do pecado.

a) "Nós pecamos". Uma confissão sincera recebe imediatamente a misericórdia,
perdão e cura de Deus. Sl 103.3,4.

b) Davi confessou e Deus perdoou. SI. 32.

c) O filho pródigo confessou e seu pai recebeu-o de volta em sua casa. Lc 15.21,22.

4. O remédio.

Neste modo de cura Israel nunca teria pensado; o olhar sobre a serpente mostrava o pecado. A serpente de bronze foi colocada sobre uma haste, e mais tarde o Senhor no madeiro. Quem a fitava vivia, e quem olha somente para Jesus, viverá. Jo 3.14; Is 45.22; Jo 5.24; Rm 10.9,10. A serpente de bronze era o remédio de Deus para um povo que estava morrendo. Da mesma maneira Jesus é a única salvação eterna.

5. A utilização do remédio.

Naquela hora não adiantava olhar para as picadas, sobre os moribundos, nem em Moisés ou sacerdotes, mas sim para a serpente de bronze. Esta também tem que ser a atitude do pecador em relação a Jesus Cristo.

Personagens Bíblicos - O EUNUCO ETÍOPE

ATOS 8:26-40

O eunuco etíope é um homem cujo nome nós não sabemos. Sua conversão abrange 15 versos da Escritura e nunca mais é mencionado. Contudo, por causa dos detalhes revelados sobre a sua salvação, é um homem muito importante. Um eunuco era um escravo, preparado desde a infância ou juventude para ser um servo por toda sua vida. Este eunuco era o tesoureiro da Etiópia, uma posição de prestígio, sob o reinado da rainha Candace. Era certamente um homem bem educado e também muito religioso pois viajou centenas de milhas através de montanhas e desertos para adorar em Jerusalém. Apesar de ter adorado na mais solene cerimônia judaica do ano, seu coração estava vazio e destituído de paz, sentando-se em sua carruagem, procurou as Escrituras em busca de um raio de esperança para sua pobre alma perdida.

Claro que foi Deus quem fez ele sentir seu coração vazio e lhe mostrou que tinha uma necessidade profunda. Sem dúvida o eunuco sentiu sua profunda pecaminosidade. Isso é o que chamamos de convicção espiritual. Entretanto, Deus trabalha pelo pecador, não somente a partir de dentro, mas também de fora. Então, Deus chamou Felipe da obra que estava realizando na Samaria e lhe disse para deixar aquela obra e sair no deserto, na estrada de Jerusalém para Gaza, porque lá encontraria um homem que necessitava do evangelho. Não é grandioso como Deus trabalha sobre o pecador, a favor dele, dando a convicção do Espírito Santo e a Palavra de Deus?

Quando Felipe foi até o eunuco, encontrou-o lendo o livro de Isaías, capítulo 53. Perguntou-lhe se entendia e o eunuco admitiu que precisava de alguém para auxiliá-lo em explicar o texto. É isso que é a pregação. Felipe subiu em sua carruagem e, a partir daquele capítulo mesmo, pregou-lhe Jesus. Não é estranho que pregasse de Jesus a partir do Velho Testamento, pois a Bíblia inteira é um livro sobre Jesus.

Quando o eunuco compreendeu, perguntou se podia ser batizado. Felipe ordenou que, primeiro, devesse ser um verdadeiro crente e, quando isso era confirmado, foram até a água, onde o eunuco era imerso. Dessa forma, partiu alegre.


Perguntas – O EUNUCO ETÍOPE

1. Em que país o eunuco servia?
2. Que cargo ocupava?
3. Quem era a rainha?
4. Onde tinha ido e por quê?
5. Qual era o seu meio de transporte?
6. Em que estrada estava viajando?
7. Era um homem religioso?
8. Era sincero em relação à sua religião?
9. Era um homem salvo?
10. Quem Deus enviou para falar com ele?
11. O que o eunuco estava fazendo quando o encontrou?
12. Essa lição estabelece que cada um deve interpretar a Bíblia por si mesmo?
13. A partir de qual Escritura Felipe pregou?
14. Qual o assunto da pregação de Felipe?
15. Jesus é o assunto principal do Novo ou do Velho Testamento?
16. O eunuco compreendeu a pregação de Felipe?
17. Felipe ensinou-lhe que todos devem ser batizados?
18. Sobre o que Felipe insistiu antes do batismo?
19. Felipe buscou água para batizá-lo? O que aconteceu?
20. Que mudança se percebe no ânimo do eunuco?



Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - SIMÃO O MÁGICO

ATOS 8:9-25

Quando Felipe foi para a Samaria pregar a palavra, muitos foram salvos. Como de costume, Satanás prepara ciladas em meio as bênçãos de Deus. Isso nos revela um personagem controverso das Escrituras, Simão, o mágico. Antes de Felipe aparecer, Simão tinha grande reputação entre os samaritanos, mas conseguia isso através da bruxaria. Quando Felipe pregou, Simão acreditou, foi batizado e continuou com Felipe.

Quando Pedro e João vieram conceder o Espírito Santo às pessoas, Simão viu um poder sobrenatural, maior do que o que ele tinha sobre aquelas pessoas. Satanás tentou-o e ele ofereceu dinheiro em troca desse poder. Pedro negou e afirmou que seu coração não estava reto diante de Deus e o alertou sobre o perigo real de uma morte rápida, a qual Pedro consentiria.

Há muita especulação sobre a condição espiritual de Simão. Alguns dizem que foi salvo e que caiu da graça. Mas isso, segundo João 5:24 e 10:27-29 e várias outras passagens nas Escrituras, não pode ser verdade. Alguns acham que Simão somente professou acreditar em Cristo como Messias e não foi um verdadeiro cristão. Discordo disso também, porque a palavra creu, em Atos 8:13, é a mesma palavra grega usada em Atos 8:12, e em João, capítulo 3, etc, e a palavra significa ter fé.

Acredito que o caso de Simão é um alerta para pessoas salvas, como ocorreu com Ananias e Safira, em Atos, capítulo 5. Nada é dito que Simão estava perdido por causa de seu pecado aqui. Vamos observar o que se diz: “O teu dinheiro seja contigo para perdição.” A palavra perdição não necessita significar nada mais que morte física; na Bíblia, significa tanto morte física como também morte espiritual (Atos 8:23). “Pois vejo que estás em fel de amargura, e em laço de iniqüidade.” Pedro poderia ter dito menos coisas desagradáveis sobre o seu próprio estado na noite de sua negação? “Tu não tens parte nem sorte nesta palavra” (Não a salvação, mas o dom de conceder o Espírito Santo). Devemos notar também que, no verso 24, Simão mostra desejo pelo perdão de Deus. Acredito que se arrependeu em tempo de impedir o julgamento proclamado por Pedro, ao contrário de Ananias e Safira, no capítulo 5, que persistiram em seu pecado até a morte.

Perguntas – SIMÃO O MÁGICO

1. Em que cidade Simão viveu?
2. Ele era muito conhecido nessa cidade?
3. As pessoas o tinham como um grande homem?
4. Que poder tinha sobre elas?
5. De que homem de Deus ele ouviu a pregação?
6. Qual foi o resultado?
7. Deu razão a Felipe para duvidar de sua sinceridade?
8. Quem chegou à cidade e afetou a sua vida?
9. Ele se interessou em qual ato que estavam fazendo?
10. Que proposta maligna Simão fez?
11. Pedro poderia ter concedido seu pedido?
12. Pedro foi bom com ele?
13. Qual foi a resposta de Pedro para Simão?
14. Pode um homem salvo perecer devido ao pecado?
15. Isso significa que tal homem vai para o inferno?
16. Pode um homem salvo ficar em fel de amargura e laço de iniqüidade?
17. O que Pedro aconselhou que Simão fizesse?
18. Pedro indicou que Deus certamente perdoaria e não julgaria?
19. Simão se arrependeu de sua iniqüidade?
20. Você acha que Deus o perdoou?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - FELIPE

ATOS 6:1-7; 8:1-8, 26-40

O Felipe que estamos estudando nesta lição não é mencionado nas Escrituras pelo nome antes de Atos 6. É quase certo, entretanto, que ele também seja um dos setenta autorizados e enviados por Jesus, em Lucas 10, porque exerce dons sobrenaturais que só eram exercidos por homens que houvessem sido autorizados pessoalmente por Jesus durante o seu ministério sobre a Terra. A única exceção para isso é o apóstolo Paulo.

Felipe, provavelmente um dos setenta discípulos, é escolhido como um dos sete administradores da alimentação de órfãos e viúvas, em Atos 6:3-5. É facilmente distinguido do Apóstolo Felipe, um dos doze apóstolos, porque, na dispersão, em Atos 8:1, os apóstolos permaneceram em Jerusalém, e Felipe foi para Samaria. Esse é um passo muito importante, pois é o primeiro passo para fora da Judéia na realização da grande comissão que foi dada em Atos 1:8. O povo da Samaria era somente judeus mestiços e, até a ascensão, não houve uma comissão a pregar-lhes o evangelho, senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. Enquanto Felipe pregou-lhes, muitos acreditaram e vários milagres foram realizados entre eles (Atos 8:6-8).

Foi no meio dessa grande cruzada que Deus falou com Felipe e disse-lhe para deixar a cidade de Samaria e ir para o deserto, onde pregaria a um único homem, um eunuco etíope. Isso pode parecer um tanto estranho nessa época de “evangelização em massa”, mas existe uma grande lição nisso tudo. É a lição de que Deus demonstra misericórdia onde Ele escolhe (Romanos 9:15). Podem ser multidões de samaritanos indignos ou multidões de judeus indignos. Por outro lado, Deus pode abandonar as multidões e enviar Seu mensageiro para um único eunuco indigno da Etiópia. De qualquer modo, é direito de Deus, é a escolha de Deus, é a obra de Deus. Quando agimos segundo a vontade de Deus, Ele abençoa se for um indivíduo ou se for uma multidão. O fato é que Deus só salva indivíduos, talvez um dentre uma enorme multidão, ou um único no caminho para Gaza ou para Damasco.

Perguntas – FELIPE

1. Em que lugar das Escrituras o nome deste Felipe é mencionado pela primeira vez?
2. Era um apóstolo?
3. Tinha dons de cura, etc.?
4. Era capaz de expulsar demônios?
5. Qual era o grupo de origem do qual parecia fazer parte?
6. Como podemos discerni-lo do Apóstolo Felipe?
7. A qual cidade foi enviado?
8. O que tornou essa cidade diferente de Jerusalém?
9. Felipe foi propriamente incumbido de ir para a Samaria?
10. Humanamente falando, por que Felipe deixou Jerusalém?
11. O povo de Samaria gostava de seu ministério?
12. O seu trabalho teve um sucesso divino nesse lugar?
13. Por que deixou a cidade?
14. Quais apóstolos foram à cidade para completar sua obra?
15. Felipe foi até quem depois disso?
16. Onde esse homem se encontrava (em que caminho)?
17. Cite duas coisas que esse eunuco estava fazendo, quando Felipe o encontrou.
18. Qual foi o resultado da mensagem de Felipe?
19. Que pedido esse homem fez a Felipe?
20. Em que cidade Felipe foi encontrado mais tarde?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - ESTEVÃO

ATOS 6:5-8:3

Estevão é bastante conhecido simplesmente porque foi o primeiro mártir após a ascensão do Senhor Jesus Cristo. Estevão é, com quase certeza, um dos setenta escolhidos e enviados pelo Senhor em Lucas 10:1-10, e que O acompanhou sempre, a partir do batismo de João (Atos 1:21-22). Podemos concluir isso, devido ao fato de ele exercer dons atribuídos exclusivamente aos apóstolos e estes homens (Atos 6:8).

Por causa da atividade cristã de Estevão havia homens que se colocavam contra ele. Não conseguiam derrotá-lo em nenhum tipo de discussão, pois estava cheio do Espírito Santo e da sabedoria espiritual. Então, contrataram homens perversos e desonestos para dizer mentiras sobre ele, levaram-no perante o conselho e o acusaram de blasfêmia contra Deus e contra Moisés.

Estevão poderia ter ficado muito preocupado em se defender e tentar provar sua inocência, mas tinha uma outra responsabilidade. Aqui, perante ele, havia centenas de seus compatriotas que haviam pecado contra Deus e precisavam da mensagem da Bíblia. Tal mensagem os enfureceria, mas, mais tarde, levaria muitos para o Senhor. Estevão optou por não se livrar da culpa mas ser fiel a Deus, falou então sobre os pecados de Israel continuamente pela história. Ele os fez lembrar de como haviam se rebelado contra Moisés, Elias, Jeremias, Isaías, etc., e como tinham matado os profetas de Deus e se voltado para os ídolos. Eles o odiaram por dizer-lhes a verdade sobre eles. Não parece que as pessoas apreciariam isso? Elas dificilmente apreciariam, e os homens perversos, nunca. Arrastaram Estevão para fora da cidade e o apedrejaram até a morte e, enquanto estava morrendo, orou por seus assassinos. Testemunhou também que vira Jesus de pé à direita do Pai pronto para receber seu espírito.

Eis lá, um jovem consentindo o assassinato de Estevão. Recolheu as capas dos homens que apedrejaram Estevão. O nome desse jovem era Saulo. Mais tarde foi gloriosamente salvo e tornou-se o grande Apóstolo Paulo.

Perguntas – ESTEVÃO

1. Qual a responsabilidade dada a Estevão em Atos 6?
2. Estevão foi um pregador?
3. Foi um operador de milagres?
4. Por que os seus adversários eram incapazes de derrotá-lo em uma discussão?
5. De qual grupo de discípulos Estevão parecia ser originário?
6. Para qual ilustre serviço Estevão foi nomeado primeiro?
7. Qual era a nacionalidade de seus inimigos?
8. Como conseguiram acusadores contra Estevão?
9. Qual era a acusação contra ele?
10. Estevão era, de alguma maneira, culpado?
11. Estevão defendeu-se?
12. Poderia ter se eximido de sua culpa pela defesa?
13. Ao invés disso, o que fez?
14. Estevão foi bem educado na história de Israel?
15. Falava amigavelmente com seus acusadores?
16. Amava seus acusadores?
17. Eles achavam que Estevão deveria morrer?
18. Como mataram-no?
19. Quais foram os dois testemunhos de sua proximidade a Deus que deu quando estava morrendo?
20. O nome de qual homem importante é mencionado em conexão com a morte de Estevão?



Autor: Pr Forrest Keener
Tradução: Albano Dalla Pria
Revisão: Joy Ellaina Gardner
Edição: Calvin Gardner
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - ANANIAS E SAFIRA

ATOS 5:1-16

Dentre os mais conhecidos personagens do Novo Testamento estão Ananias e sua esposa Safira. São facilmente lembrados por causa da maneira severa com que o Senhor os tratou. Barnabé vendeu um pedaço de terra e deixou todo o dinheiro aos pés dos apóstolos (Atos 4:33). Indubitavelmente, muitos elogiaram a sua generosidade, e Ananias e Safira invejaram o louvor que ele estava recebendo. Assim, venderam uma de suas propriedades e, invejosos do louvor e do dinheiro, ficaram com uma parte da quantia recebida, mas dando a aparência de colocar tudo aos pés dos apóstolos. Pedro censurou e expôs Ananias por causa disso, e ele caiu morto. Quando Safira chegou, Pedro esclareceu que ela fazia parte da decepção e proclamou o julgamento de Deus sobre ela. Então ela também expirou e foram carregados e enterrados sem lamentação e funeral.

Há pelo menos quatro lições a serem aprendidas a partir dessa passagem. Primeiro, vemos como orgulho e inveja podem impor o julgamento do Senhor sobre nós. O princípio que ambos possuíam era iníquo, o amor insuficiente e, assim, não desfrutaram nem com o dinheiro que guardaram nem com o louvor que invejaram.

Segundo, percebemos a atitude adequada do pregador perante o pecado na igreja. Pedro não sentiu nenhum prazer pela morte dessas pessoas, mas colocou a obra de Deus acima de quaisquer sentimentos e desejos pessoais que qualquer pessoa tivesse.

Terceiro, notamos que os cristãos não podem escapar das conseqüências do pecado. Temos boas razões para sentir que Ananias e Safira eram pessoas salvas. Pecaram, entretanto, de uma maneira que feriu a igreja e a causa de Cristo, e Deus agiria duramente com eles, ainda que fossem Seus filhos. A partir do momento em que pecaram abertamente, foram acusados abertamente, envergonhados abertamente, julgados abertamente e mortos abertamente. Não faz sentido o que o Senhor disse em Lucas 12:15, guardai-vos da avareza?

Por fim, percebemos que tratar do pecado conforme as Escrituras ensinam, ainda que seja dura, não enfraquece a igreja, mas a fortalece. Leia Atos 5:12-16.

Perguntas – ANANIAS E SAFIRA

1. Qual era a relação entre Ananias e Safira?
2. Que tipo de propriedade venderam?
3. O que os motivou a efetuar a venda?
4. Muitas pessoas estavam vendendo suas terras e possessões?
5. Dá o nome da pessoa que vendeu sua propriedade e doou todo o dinheiro recebido.
6. Qual foi o pecado de Ananias e Safira?
7. Foi-lhes requerido que vendessem a propriedade?
8. Foi-lhes requerido que dessem o valor dessa propriedade?
9. Então, qual foi realmente o seu pecado?
10. Ambos concordaram com o pecado?
11. Então, por que Deus tratou primeiro com Ananias?
12. Onde estava Ananias, quando Safira chegou?
13. Que pergunta Pedro dirigiu a ela?
14. Disse a ela o que estava para acontecer?
15. Pedro lhes disse para quem haviam mentido?
16. Foram culpados por quais três pecados?
17. Pedro foi acanhado ao expor a transgressão dos dois?
18. Deus, nesse caso, estava lidando da maneira que lida com pessoas salvas ou com pessoas perdidas?
19. Pedro tentou proteger essas pessoas de serem envergonhados?
20. O ocorrido aqui foi bom ou mau para a igreja?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Personagens Bíblicos - BARNABÉ

ATOS 4:36, 37; 9:27; 13:1-7; 11:22-30; 15:35-39

Há muito mais escrito sobre esse homem do que sobre a maioria dos apóstolos e seu ministério público provavelmente senão se assemelha ao ministério da maioria dos apóstolos, ultrapassa-os. Provavelmente, muito do que há registrado sobre ele tenha sido escrito por causa de sua forte ligação a Paulo.

Vendeu suas terras e deu tudo o que recebeu ao Senhor. Era também um homem que gostava de ajudar as pessoas totalmente desprovidas. Quando os apóstolos mostraram-se céticos com relação a reputação passada de Paulo (Atos 9:26), foi Barnabé quem falou por ele (Atos 9:27-29). João Marcos falhou miseravelmente com relação ao seu dever, na primeira viagem missionária (Atos 13:13). Por causa disto, Paulo não quis dar outra chance a ele (Atos 15:38). Barnabé, porém, insistiu que lhe dessem nova chance (Atos 15:37 e 39). O resultado da insistência de Barnabé foi um trabalhador muito produtivo na vinha do Senhor. Isso foi mais tarde reconhecido pelo próprio Paulo (II Timóteo 4:11).

Barnabé certamente estava entre os setenta enviados pelo Senhor em Lucas 10:1-12. Concluímos isso a partir de dois fatos: primeiro, estava bem ligado aos apóstolos na época da conversão de Paulo (Atos 9:26 e 27). Segundo, tinha poderes apostólicos e participava com Paulo na operação de diversos milagres.

Podemos tender a sentir alguma disputa contra Barnabé por causa de sua divergência inflamada com Paulo (Atos 15:37-39). Nesse caso Barnabé parecia estar certo e Paulo parece ter admitido isso em II Timóteo 4:11. Além disso, ao invés de um, surgiram dois grupos missionários da persistência de Barnabé (Atos 15:39 e 40). Podemos ver, portanto, que Deus pode tirar benefícios do pecado.

Perguntas – BARNABÉ

1. Qual era a nacionalidade de Barnabé?
2. Qual era sua divisão tribal?
3. Qual era o país de Barnabé?
4. Qual o registro do primeiro ato cristão desempenhado por ele?
5. Quem foi o primeiro indivíduo pelo qual achamos ele intercedendo?
6. Diante de quem representou esse homem?
7. Por que os apóstolos eram céticos em relação a Paulo?
8. Onde Barnabé serviu a Deus antes de sua primeira viagem missionária?
9. Quem o incumbiu de ir para o campo?
10. Quem o financiou em sua primeira viagem?
11. Quem era seu companheiro em sua primeira viagem?
12. Quem é o segundo homem por quem Barnabé intercedeu?
13. Fale sobre a ocasião dessa intercessão.
14. De quem discordou nessa ocasião?
15. Quem estava aparentemente certo nesse caso?
16. Como conseqüência de sua discordância, o que Barnabé fez?
17. Para onde foi seu grupo missionário?
18. Quem tomou seu lugar para viajar com Paulo?
19. Para onde Paulo e seu companheiro foram?
20. O que de bom aconteceu devido à contenda entre Paulo e Barnabé?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - MATIAS

ATOS 1:15-26; LUCAS 9:1-6; 10:1-12

Matias é um homem cujo nome nunca é mencionado antes ou depois do primeiro capítulo de Atos. Ele é muito importante, no entanto, por causa das verdades doutrinárias que podemos aprender a partir das qualidades exigidas para sua nomeação. Foi eleito pela Igreja reunida (Atos 1:12-15) para substituir Judas Iscariotes, que tinha perdido seu lugar no apostolado (não a salvação, porque ele não a tinha) por causa da transgressão (Atos 1:16-20). É errônea a opinião de muitos de que a igreja começou no dia de Pentecostes, em Atos, capítulo dois. Isso é totalmente errado, porque vemos a igreja aqui em Atos, capítulo um, reunida e funcionando como igreja.

A grande importância de Matias e sua nomeação ao apostolado são as qualificações aqui listadas. Requereu-se dele que acompanhasse os apóstolos todos os dias, enquanto o Senhor Jesus Cristo estivesse entre eles (Atos 1:21). Precisava ser um homem que começou seu ministério no tempo do batismo de João o Batista (Atos 1:22). É quase certo que foi um dos “outros setenta”, de Lucas 10:1-12, a quem foram dados dons apostólicos e que foram enviados a pregar o reino de Deus. Você pode presumir que todos os homens do Novo Testamento que exerceram dons apostólicos, tais como cura de enfermos, ressuscitar mortos, etc., estavam entre esses setenta, com uma única exceção, o Apóstolo Paulo.

Alguns acham que a igreja errou ao selecionar Matias e pensam ainda que Paulo era a escolha de Deus. Estão errados. Deus escolheu Paulo para um apostolado muito especial, o dos gentios. Devia haver 12 apóstolos para os judeus e requereu-se que fossem homens que testemunhassem pessoalmente a ressurreição corpórea do Senhor Jesus Cristo. Deveríamos cuidadosamente notar com que freqüência esse detalhe é mencionado no Novo Testamento como sendo uma doutrina indispensável. Devemos, portanto, concluir que todos aqueles que negam ou desacreditam a ressurreição corpórea de Jesus Cristo são falsos profetas.

Perguntas – MATIAS

1. Por que Matias precisou ser selecionado?
2. Quem mais foi considerado para essa posição?
3. Como Matias foi selecionado?
4. A quem o povo pedia orientação nessa escolha?
5. A igreja começou no dia de Pentecostes?
6. Como podemos nos assegurar de que a igreja não começou em Atos dois?
7. Qual era a primeira qualificação exigida para a substituição de Judas?
8. Quem batizou Matias?
9. Quem batizou os outros apóstolos?
10. Como Judas caiu?
11. Judas perdeu a salvação?
12. Deus se agradou com a escolha de Matias?
13. Que livro do Velho Testamento fala da queda de Judas e da ordenação de Matias?
14. Qual a diferença entre Matias e Paulo?
15. Matias deveria ser testemunha do quê especificamente?
16. Matias teve uma vida exuberante depois disso?
17. Matias parecia ser originalmente de qual grupo?
18. Ele teve dons apostólicos antes de Atos um?
19. Ele conheceu o Senhor Jesus pessoalmente, num sentido físico?
20. Se um homem nega a ressurreição corpórea de Jesus Cristo, é possível que seja um Cristão?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - LUCAS

COLOSSENSES 4:14; II TIMÓTEO 4:11; FILEMOM 24; ATOS 16:1-12

Lucas foi certamente um grande homem da Bíblia, apesar do fato de seu nome aparecer não mais que três vezes nas Escrituras. Também ele é citado como o médico amado. Isso, é claro, porque foi profissionalmente doutor em medicina. Lucas era de descendência judaica, mas a tradição diz que foi um judeu da diáspora (forçado a viver fora da terra em que nasceu). Era provavelmente da cidade de Antioquia.

Lucas contribui com dois dos maiores livros do Novo Testamento, o Evangelho de Lucas, que, em volume, é o livro mais longo do Novo Testamento, e o livro de Atos, que é o terceiro mais longo. Em seu evangelho, ocupa-se particularmente da humanidade de Jesus Cristo, enquanto João trata da Divindade e Mateus da realeza. No livro de Atos, Lucas dá conta dos atos dos apóstolos que Jesus Cristo deixou sobre a terra para continuar Sua obra depois de Sua ascensão. O livro de Atos dedica-se à história da Igreja neotestamentária, depois da ascensão de Cristo, mais do que todo o restante da Bíblia junto.

No que se refere ao ministério público de Lucas, foi primordialmente composto de viagens com o Apóstolo Paulo, auxiliando-o e servindo-o. Na verdade, Paulo é único escritor da Bíblia que menciona seu nome. Parece que Lucas começou a viajar com Paulo aproximadamente em 52 d. C. e continuou assim até a execução de Paulo. Chega-se a essa conclusão estudando Atos, capítulo 16. Os pronomes concernentes às viagens de Paulo e aos companheiros de viagem até esse ponto e até Atos 16:8, são ele e eles. Mas, depois da visão do homem da Macedônia, começando imediatamente com Atos 16:10, o pronome é sempre nós, indicando que a partir desse ponto Lucas passou a fazer parte do grupo.

Os outros abandonaram Paulo mas Lucas permaneceu fiel a ele. Certamente o uso que Deus fez desse homem contribui grandemente para o completamento das Escrituras.


Perguntas – LUCAS

1. Quanto Lucas nos fala de si mesmo?
2. Com que freqüência seu nome é mencionado nas Escrituras?
3. Ele era um apóstolo?
4. Qual era sua ocupação secular?
5. Qual era a nacionalidade de Lucas?
6. Ele viveu nas terras de Israel?
7. Escreveu quantos livros da Bíblia?
8. Quais foram e qual a extensão destes em relação aos outros livros do Novo Testamento?
9. Qual dos atributos de Jesus Cristo ele enfatiza?
10. Seus livros têm um valor histórico especial?
11. Lucas teve o dom da cura divina?
12. Temos registro de alguma de suas pregações?
13. Viajou muito por Deus?
14. Quem ele mais acompanhou?
15. Quem mais escreveu sobre ele?
16. Aproximadamente quando Lucas começou a viajar com Paulo?
17. Que revelação divina Paulo recebeu naquele tempo?
18. Quando Lucas deixou de viajar com Paulo?
19. Lucas sofreu perseguição?
20. Que tipo de perseguição e como sabemos isso?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - JOÃO MARCOS

(O AUTOR DO EVANGELHO DE MARCOS)

II TIMÓTEO 4:11; COLOSSENSES 4:10; ATOS 12:12, 25; 13:5, 13; 15:36-41

Se muitas pessoas fossem solicitadas a citar os nomes dos apóstolos, certamente incluiriam Marcos. Isso, é claro, porque ele é o escritor de um dos evangelhos, mas isso não requereu nem garantiu o apostolado. O fato é que mesmo sendo Marcos um discípulo de Cristo, se associando aos apóstolos e sendo possivelmente um dos setenta (de Lucas 10:1-12) que receberam dons apostólicos supernaturais, seu nome não é mencionado nas Escrituras até algum tempo depois da ascensão do Senhor.

Marcos era sobrinho de Barnabé (Colossenses 4:10). Estava com Paulo e Barnabé na primeira viagem missionária que fizeram (Atos 13:5), mas, quando chegaram a Panfília, deixou a companhia deles e retornou a Jerusalém. Essa falta da sua parte fez que Paulo o recusasse quando começou a segunda viagem missionária (Atos 15:37 e 38). O evangelho de Marcos foi escrito em algum tempo entre 13 e 19 anos depois desta falha, vemos portanto que sua vida teve considerável crescimento.

O evangelho de Marcos é diferente dos outros porque dá maior importância à servidão de Jesus Cristo. Enquanto Mateus escreve sobre Sua realeza, João escreve sobre Sua divindade e Lucas, sobre Sua humanidade, Marcos mostra-O como um servo. É por isso que Marcos inclui muitos detalhes em seu evangelho que não são registrados em nenhum dos outros evangelhos.

Há grandes lições a serem aprendidas a partir do registro da falha de João Marcos. Primeiro, deveríamos tomar cuidado com falhas em nossas vidas, porque isso afeta os outros e pode ser motivo para nossa ruína. Se Barnabé não insistisse em perdoar ele, Marcos poderia nunca mais ter sido usado no ministério. Segundo, deveríamos ver a necessidade de dar a um discípulo falho uma segunda chance, como fez Barnabé e como fez Paulo mais tarde (Colossenses 4:10 e II Timóteo 4:11). Não há duvidas de que Deus quer que estudemos a vida de tais homens cuidadosamente e aprendamos com eles.

Perguntas – JOÃO MARCOS

1. Qual era o sobrenome de João Marcos?
2. Qual era o nome de sua mãe?
3. Qual era o nome de seu tio?
4. Com quem acompanhou na primeira viagem missionária?
5. Marcos fez um bom trabalho nessa viagem?
6. Até onde chegou com Paulo e Barnabé?
7. Para onde retornou?
8. Ele se dispôs a ir, na ocasião da segunda viagem missionária?
9. Paulo concordou que ele fosse?
10. Como Barnabé se sentiu com relação a isso?
11. Qual o resultado da diferença de opinião?
12. O que houve de bom a partir da discordância entre Paulo e Barnabé?
13. Isso ocorreu antes ou depois do evangelho de Marcos ter sido escrito?
14. Quanto tempo antes ou depois foi escrito?
15. Que aspecto da vida de Cristo Marcos acentuou particularmente?
16. Onde Marcos obteve as informações incluídas em seu evangelho?
17. Como podemos ver nessa lição o perigo de nossas falhas?
18. O que nisso nos ensina a ser particularmente pacientes com as falhas dos outros?
19. Quem foi a pessoa mais paciente dessa lição?
20. João Marcos reconciliou-se completamente com o Apóstolo Paulo?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

Personagens Bíblicos - O APÓSTOLO PAULO

ATOS 7:54-56; 9:1-31; 13:1-4; 16:19-34

Jesus escolheu doze homens para serem Apóstolos. Judas, por causa da sua transgressão caiu do seu Apostolado, teve uma morte suicida e foi para o inferno. Em Atos 1, a igreja, sob a liderança de Deus, designou Matias para tomar o lugar de Judas, mas Deus escolheu mais um Apóstolo. Os doze primeiro Apóstolos foram basicamente designados para ministérios judaicos e Deus tinha planejado mandar um Apóstolo muito especial para os gentios.

Poderíamos esperar que Deus chamasse dentre os Seus melhores discípulos um particularmente íntegro tal como Estevão ou Filipe. Não foi bem assim, pois Deus, na verdade, escolheu um homem que consentiu o assassinato de Estevão e segurou as capas daqueles que o apedrejaram (Atos 7:58). O homem também era um severo, homicida perseguidor da igreja (Atos 9:1 e 2).

Um dia, enquanto o homem, Saulo de Tarso, estava na rota de Damasco para apreender Cristãos e trazê-los a Jerusalém para execução, Deus produziu uma grande luz ao redor dele e feriu ele ao ponto que se prostrasse ao chão e Jesus falou-lhe com voz audível. Naquela instante Saulo foi convertido a Cristo e começou a procurar Sua instrução. Apesar de ainda estar cego por causa da grande luz, continuou obedientemente em direção a Damasco, permanecendo cego por três dias, não comendo nem bebendo durante esse período. Enquanto isso, Deus mandou um homem chamado Ananias até Saulo. Através dele, Saulo recebeu sua visão e foi batizado.

Imediatamente após seu batismo começou a pregar nas sinagogas que Jesus era o Cristo, o Filho de Deus. Durante esse tempo gastou três anos no deserto aprendendo do Espírito Santo as coisas de Jesus Cristo, para, mais tarde, torna-se um prolixo escritor. Na verdade, contribuiu com mais livros para a Bíblia do que qualquer outro homem.

O nome de Saulo passou a ser Paulo e ele foi enviado pela igreja da Antioquia juntamente com Barnabé como um dos primeiros missionários. Paulo nunca deixou de ter profundo peso por Israel (Romanos 9:1 e 2) e onde quer que fosse pregava primeiramente para os judeus. Porém, era o Apóstolo de Deus para os gentios, e, enquanto os judeus não o ouviam, os gentios o ouviam. Andou por todo o mundo conhecido da época deixando centenas de igrejas neotestamentárias. Nenhum outro mortal anterior a ele ou daquele tempo foi tão frutífero.

Perguntas – O APÓSTOLO PAULO

1. Paulo foi um discípulo de Cristo enquanto Jesus viveu sobre a terra?
2. Qual era seu nome original e de onde ele era?
3. Qual é a primeira atividade na qual o vemos envolvido?
4. Como se sentia em relação à igreja em geral?
5. Sob a autoridade de quem perseguia a igreja?
6. Para onde estava indo quando encontrou Jesus?
7. De que forma Deus obteve sua atenção?
8. Os trabalhadores que o acompanhavam sabiam o que estava acontecendo?
9. Quais foram as primeiras palavras que Jesus lhe falou?
10. Quais foram as duas primeiras questões que Paulo fez a Cristo?
11. Qual foi a primeira instrução que Paulo recebeu?
12. Qual era sua condição durante os três primeiros dias de sua nova vida?
13. Para onde Paulo foi levado primeiramente?
14. Quem é o homem que encontrou lá?
15. Cite duas coisas que aconteceram com ele ao final dos três dias.
16. Quanto tempo Paulo esperou antes de começar a pregar?
17. Os judeus gostavam da sua pregação?
18. Paulo queria continuar pregando aos judeus?
19. Qual igreja enviou Paulo como missionário e quais foram os resultados?
20. Qual era o plano de Deus para Paulo?


Autor: Pr Forrest Keener
Fonte: www.obreiroaprovado.com

terça-feira, 22 de junho de 2010

Esboço para pregação - MENTIRAS PARA FAZER VOCÊ SE DESVIAR DE DEUS

Existem muitas mentiras neste mundo, as quais de tanta repetição passam a soar como verdade. Existem mentiras a respeito de Deus e a vida Eterna, que soam como verdade, mas estão aí para enganar a quem se deixar levar por elas. Talvez você esteja vivendo e se relacionando no campo da religião debaixo de mentiras. Quero destacar algumas dessas mentiras:

A MENTIRA DE QUE A "VOZ DO POVO É A VOZ DE DEUS" - Isaías 55.8

Essa frase é um ditado popular, mas é mentira. É antiga, mas é mentira. Se você acha que onde existem mais pessoas concordando entre si sobre alguma coisa, que ali está a razão, você está enganado. E existe um versículo bíblico pra confirmar isso. É Deus falando através do profeta e dizendo: "Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos", declara o Senhor. Isaías 55.8.

Então se você está se perguntando como descobrir "a voz de Deus", saiba de uma coisa: A voz de Deus incomoda. Deus não fala aquilo que nós queremos ouvir. E talvez você já tenha vivido grande parte da sua vida achando que Deus tem que dizer aquilo que você quer ouvir. A Palavra de Deus fala sobre pecado. Falar sobre pecado não enche igrejas, mas temos de ser fiéis à Palavra. Hoje o Senhor quer lhe dizer que você tem que mudar, tem que se render a Ele e deixar-se ser transformado. Se há alguém que quer que você acredite que a voz do povo é a voz de Deus é o Inimigo. Não acredite nessa mentira.

A MENTIRA DE QUE DEUS NÃO CASTIGA PORQUE É AMOR. 2Ts 1.6-9

Essa mentira já possui um pouco mais de "teologia". Você abre a Bíblia e descobre que Ele é realmente amor. Então essa idéia mentirosa, que parece até exaltar a Deus, pode afastar você dEle. Quando você acredita que pode continuar fazendo o que bem entender, sem ter um relacionamento legítimo com Deus, que não vai lhe acontecer nada porque "Deus é amor", você estará vivendo uma mentira. Mas veja o que a Bíblia diz na segunda carta que Paulo escreveu aos Tessalonicenses: 6 É justo da parte de Deus retribuir com tribulação aos que lhes causam tribulação, 7 e dar alívio a vocês, que estão sendo atribulados, e a nós também. Isso acontecerá quando o Senhor Jesus for revelado lá dos céus, com os seus anjos poderosos, em meio a chamas flamejantes. 8 Ele punirá os que não conhecem a Deus e os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus. 9 Eles sofrerão a pena de destruição eterna, a separação da presença do Senhor e da majestade do seu poder. (2Ts 1.6-9)

Deus é amor , mas Ele também é justo. Se você estiver pensando em procurar uma igreja que apenas fale do quanto você pode "lucrar" com a fé, você estará dando ouvidos a mentiras. A Bíblia fala de um Deus que ama, mas que castiga exatamente porque ama.

A MENTIRA DE QUE TODOS SERÃO SALVOS UM DIA

Essa idéia de que todos serão salvos é chamado na teologia de "universalismo". Seria muito bonito se não fosse mentira; dizer que todos os seres humanos, não importa a fé, não importa a vida, acabarão salvos. Veja o que a Bíblia diz a respeito disso em Marcos 15.16: "Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado".

Só existem dois destinos para os seres humanos e não adianta tentar distorcer a Palavra para tentar fazer com que Deus pareça bom. Ele é bom! Não precisamos tentar melhorar a imagem de Deus. Nós é que somos falhos e injustos e ponto final. Qual será o seu destino: salvação ou perdição?

A MENTIRA DE QUE BASTA UMA VIDA MORAL PARA SER SALVO

Esta mentira diz que se você não fizer coisas erradas, que se você levar uma vida moralmente correta, que isso lhe garantirá a salvação eterna. Basta isso. Mas Hebreus 11.6 diz o seguinte: "Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam". Segundo esse texto você pode viver sem fazer coisas moralmente erradas, mas é preciso se aproximar de Deus através da fé em Cristo. Não adianta viver numa pureza moral, sem contudo crer em Cristo como seu salvador. Essa mentira relaciona-se coma a mentira seguinte:

A MENTIRA DE QUE A SALVAÇÃO SE CONSEGUE FAZENDO O BEM

Essa mentira diz que você pode errar, pecar como qualquer ser humano, mas precisa parar em algum momento para fazer o bem. Se você fizer isso, estará redimido. É a salvação pelas obras.

A melhor mentira é aquela que é "meia mentira". E essa cumpre este requisito. Quem vai negar que a Bíblia espera que o cristão faça o bem? Claro que é bom fazer o bem. Mas não é através de boas obras que se consegue a salvação: Veja o que a Bíblia diz: "Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie". ( Efésios 2.8-9) Não há nada que você e eu possamos fazer para merecer a salvação. Seremos corretos e bons porque já somos salvos e não pra sermos salvos.

Então podemos chegar à algumas conclusões. Mentiras existem muitas. Mas você precisa ser liberto dessas mentiras. Veja o que diz o texto: Disse Jesus aos judeus que haviam crido nele: "Se vocês permanecerem firmes na minha palavra, verdadeiramente serão meus discípulos. E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará". (João 8.31-32).

Existem pessoas que estão presas espiritualmente falando porque estão baseando a sua vida espiritual em mentiras.

Talvez você tenha passado grande parte da sua vida acreditando em alguma mentira como essas que acabamos de enumerar. Mas o convite e o desafio feito a você hoje é que você se liberte dessas mentiras por conhecer a Verdade que é o próprio Senhor Jesus Cristo.

Esboço para pregação - FIDELIDADE INÚTIL

Lucas 15. 25-31

Nas mensagens sobre este texto enfocamos primeiro a figura do pai e nas outras ocasiões enfocamos a figura do filho que saiu de casa. E alguém poderia dizer assim: que bom que nós não somos aquele moço que saiu de casa, desperdiçou parte da sua vida, desperdiçou os seus bens. Que bom que nós estamos na igreja, permanecemos firmes na igreja, nunca nos desviamos da doutrina, do ensino, nunca saímos da igreja, nunca fomos para o mundo e ficamos sempre próximo do pai.

Eu gostaria que nós pensássemos neste personagem que não saiu, que ficou em casa, ele não se afastou do pai, não desperdiçou os bens dissolutamente, não gastou tempo com as meretrizes. Ele foi fiel ao pai o tempo todo. ... Entretanto a sua fidelidade foi absolutamente inútil.

O filho que saiu foi um desastrado, o filho que ficou também foi um desastrado. Toda fidelidade dele, mostrada no seu discurso no versículo 29: “estes anos todos eu tenho trabalhado para o senhor e nunca me recusei, nenhuma vez, a fazer uma só coisa que o Senhor me mandou” e agora ele joga tudo pra cima: “e em todo este tempo o senhor nunca me deu nem mesmo um cabrito para uma festa com meus amigos”..... “Vindo, porém este teu filho, que desperdiçou os teus bens com as prostitutas, o senhor comemora matando o melhor bezerro que temos na fazenda”....

Na mitologia existe um episódio chamado de “A colcha de Penélope”. Penélope era esposa de Ulysses e quando ele saiu para ilha de Itaca não se sabia se ele havia morrido ou não. Como Penélope era muito bonita se presumiu que ela estava viúva, e aí começaram a aparecer pretendentes à sua porta. Ela não tinha certeza se Ulysses tinha morrido, e tinha esperança que ele voltasse. Então ela disse que se casaria com o primeiro pretendente, quando ela terminasse de fazer uma colcha que estava bordando.. Durante o dia o pessoal olhava pela janela e Penélope estava tecendo a sua colcha, à noite, quando os pretendentes paravam de olhar pela janela ela desfazia a colcha. Então Penélope nunca terminou a colcha até que Ulysses voltou. Então costuma-se chamar de “Colcha de Penélope” aquela pessoa que constrói e de repente desfaz tudo. Joga tudo pra cima....

Aqui está um moço que se parece com o mito de Penélope. Construiu uma imagem de moço fiel ao pai que nunca desobedeceu ao pai, mas depois jogou tudo fora. ........ É a história de muito membro de igreja:

Muita gente que está na igreja, nunca desobedeceu à rotina da igreja, fez sempre tudo o que a igreja mandou. Nunca chegou atrasado aos cultos, nunca teve um problema na igreja, todos os domingos está aqui, participa de todas as atividades, nunca se envolveu em problema algum, em conflito algum, mas a fidelidade é absolutamente inútil. - “Nunca me recusei, nenhuma vez, a fazer uma só coisa que o Senhor me mandou”, diz ele, mas enfiou os pés pelas mãos.

FIDELIDADE INÚTIL! Não estou desprezando a fidelidade, não estou ironizando a fidelidade, não quero que alguém que seja um crente fiel desista da sua fidelidade. Mas a pergunta é esta: quais são as razões da sua fidelidade? Por que você está na igreja? Por que você professa a sua fé em Jesus? Por quê você está neste culto? Por quê participa das atividades da igreja?

INSUBMISSÃO: Esta foi uma fidelidade inútil na vida deste filho e quero alistar alguns motivos pelos quais ela é inútil:
Primeiro, ela é inútil porque nesta fidelidade há insubmissão. Parece uma contradição de termos: fidelidade insubmissa, mas não é! Na realidade este filho nunca amou o pai e nunca ficou com o pai por amor. Primeiro, ele discorda de toda a maneira do pai agir. “Ora, o filho mais velho estivera no campo e quando voltava, ao aproximar-se da casa ouviu a música e as danças. Chamou um dos criados e perguntou o que era aquilo? Ele informou: “veio o teu irmão e teu pai mandou matar um novilho cevado”. Fez isto porque o recuperou com saúde. O filho mais velho se indignou e não queria entrar. Não concordou. O que era motivo de alegria para o pai para ele foi motivo de frustração. Ele não aceita a maneira do pai administrar as coisas.

Trazendo isso para o campo espiritual seria o mesmo de contestarmos a maneira de Deus fazer o que quer com o que é seu. Este fato, de ser preciso Jesus contar uma parábola para defender a soberania de Deus, deveria nos fazer pensar porque certos tipos de doutrinas e de pregações por aí parecem subordinar Deus ao homem, fazendo que Deus seja não o Senhor, mas o executivo cumprindo as nossas ordens, quando a palavra de Jesus vem nos dizer o contrário.

Gente que não se submete a Deus, que se queixa: eu merecia uma coisa melhor, sempre fui um crente tão fiel, por que estou passando por este problema? Nunca deixei de estar na Igreja em todos os cultos, por que é que estou doente, por que fiquei desempregado? Por que estou passando por este tipo de problema? Não era para Deus fazer isto comigo. Ele deveria ter a obrigação de cuidar de mim, de evitar que algum mal me acontecesse.

Quantas vezes nós estamos na igreja, firmes no evangelho, mas o coração é insubmisso? ..... É muito fácil ser fiel quando as coisas vão bem, é muito fácil cantar, louvar e exaltar a Deus quando somos abençoados, mas a verdadeira fidelidade se manifesta quando as coisas estão ruins.

Fidelidade não é só estar na igreja. Não é cumprir os mandamentos bíblicos, a doutrina da igreja. Fidelidade é algo que se manifesta ao desígnio de Deus, à vontade de Deus, é acatar sem questionar, é aceitar aquilo que vemos claramente como sendo a vontade de Deus, sem procurar desculpas, sem racionalizar, sem tentar nos livrar de responsabilidade.

A verdadeira fidelidade não se manifesta apenas quando as coisas vão bem. A verdadeira fidelidade se manifesta quando as coisas nos desagradam: é a vontade de Deus, é o que Deus está fazendo, é o que Deus espera de mim, então estou disposto. ... Este filho foi fiel ao Pai, mais foi uma fidelidade inútil porque não havia submissão, não se conformava à vontade do pai.

AUSÊNCIA DE MISERICÓRDIA: É também uma fidelidade inútil porque é uma fidelidade sem misericórdia. É interessante isso: O moço faz uma pergunta a um criado: O que é isto em casa? O criado diz: veio teu irmão e teu pai mandou matar o novilho. Ele não quer entrar. O pai sai e vai chamá-lo para a festa e a palavra dele mostra o que vai no seu coração: “vindo este teu filho, que desperdiçou os teus bens”....

Primeiro, não era teu filho, era meu irmão que ele deveria dizer! Segundo, não foram os teus bens, foram os bens do moço, porque ele, o que ficou, também recebeu a parte da herança. Mas ele não se alegrou com a volta do irmão. Ele viu o irmão como um rival.

E quantas vezes na igreja a vitória de um irmão, a prosperidade de um irmão é vista com ciúmes, porque se um irmão é melhor economicamente eu fico enciumado, porque um irmão ganha mais espaço na liderança da igreja eu fico com ciúmes.

“Estou aqui há mais tempo do que os novos que estão chegando e deveria ter mais atenção”. - Na realidade o que irmãos assim têm não é uma fidelidade, eles acham que a igreja lhes deve uma placa por tantos anos de igreja... O crescimento dos outros, a alegria dos outros não é a sua alegria. Existe no coração destes irmãos uma Ausência de misericórdia.

E quem tem um irmão como este realmente tem a vontade de ir embora.... E às vezes há irmãos na igreja que dá vontade da gente ir embora mesmo! - É aquele sujeito intragável que causa amargura nos relacionamentos, há falta de misericórdia no trato. Há alegria quando alguém cai. - “Minha sugestão não foi aceita, perdi o cargo para o irmão mais novo, agora não devolvo mais o dízimo, não vou mais a Igreja. Vou mudar de Igreja” .... FIDELIDADE INÚTIL.

Será que amamos a Deus ou amamos as nossas idéias? Sim, porque Deus pode ser um conceito tão amplo onde colocamos o que nós queremos.

Me lembro de um artigo que saiu no Jornal Batista de um crítico musical, dizia ele: “Deus não gosta de órgãos eletrônicos”... Não sei se Deus deu uma procuração a ele para falar em seu nome dizendo que não gosta de órgão eletrônico!? - Ele deveria dizer: eu não gosto de órgão eletrônico. ... Quantas vezes temos as nossas idéias, as nossas concepções de vida, as nossas esquisitices, e colocamos a culpa em Deus. Deus não gosta disso, Deus não gosta daquilo. Eu sou assim porque o Senhor isso, o Senhor aquilo...
Mas o trato é ruim, a pessoa pode estar na igreja, mas se não tem amor pelos irmãos, está estragando a sua fidelidade, pode participar de todos os cultos, engajar-se em todas as questões mas não estende a mão para o crente fraco: isso é uma fidelidade inútil.

Este filho era fiel ao pai, mas discordava dele. Estava lá por interesse. E quantos estão na Igreja por interesse! ... Era fiel ao pai, mas não tinha amor pelo irmão. Em resumo, era alguém profundamente desajustado. Estava lá todos os dias, mas o coração não estava lá. - Ou seja, você pode estar aqui, mas o coração estar lá fora...

INTERESSEIRO: “Este teu filho que desperdiçou os teus bens”... - Isso parece com tanto crente rabugento, amargo, ressentido, que não pode ver ninguém alegre. - Uma fidelidade inútil porque é insubmissa, uma fidelidade inútil porque é sem misericórdia e uma fidelidade inútil porque era interesseira. “Há tantos anos que te sirvo sem jamais transgredir uma ordem e tua e nunca me deste um cabrito se que para me alegrar com os meus amigos”.

Quer dizer, para este daí tu destes o bezerro cevado que estávamos preparando para uma grande festa, agora para mim... Eu queria só um cabritinho, magrinho, mas nem isso, nunca pude trazer os meus amigos aqui na fazenda para um churrasquinho. Agora esse daí que passou o tempo todo com prostitutas, quando volta tem esta festa toda.

Isso tem de nos levar a refletir por que é que servimos a Deus? Para receber coisas? Para ele cuidar de nós? Nós amamos a Deus ou as benção de Deus? Queremos servir a Deus ou ser guardados do mal? Olhamos para a figura de Jesus que merece o nosso amor ou olhamos para Deus como alguém que deve cuidar de nós, nos proteger e quebrar o nosso galho? Quanta fidelidade por interesse!

Você está na igreja porque ama a Jesus ou porque quer um cabrito, um cargo, uma função, um destaque? E se não receber um cabrito vai ficar zangado? Se você perdesse tudo o que tem ainda continuaria a amar a Deus? Ou diria: entrei numa furada com este negócio de igreja. ...É muito bom ter bênçãos, mas a vida cristã não é só isso!

Os grandes vultos do cristianismo foram aqueles que ousaram morrer por sua fé, que estavam norteados não pelo que ganharia de Deus, mas pelo quanto fariam por Deus. O quanto fariam pelo evangelho. Aí voltamos à história do nosso moço, o que ficou, ele era legalista, prendia-se a princípios, mas não amava o irmão!
E a gente vai parecer cada vez mais com o irmão mais velho e também com um fariseu quando amamos mais as nossas idéias, os nossos conceitos, o nosso status, do que a nossos irmãos....

Agora fecha tudo e vamos encerrar a nossa reflexão. Você realmente ama a Deus? Mudaria a sua vida por amor a Deus? Mudaria o seu jeito de ser se soubesse, e às vezes sabe que seu jeito de ser não agrada a Deus? Se desfaria de certos compromissos, de certas ligações que não deve manter, de certas práticas sabendo que elas não agradam a Deus? Você assumiria um novo estilo de vida sabendo que é a vontade de Deus?

Você se submeteria ao querer de Deus, abriria mão de suas coisas, entregaria suas esquisitices para Deus ....e simplesmente aceitaria o que Ele tem o melhor para você?!

Podemos ser um exemplo de moral, podemos ser um exemplo de virtude em relacionamentos, podemos ser aquele crente exemplar que não perde nenhum culto, mas o coração pode ser insubmisso: Lá dentro amargura e ressentimento.
Podemos ser um crente que cumpra todo o programa da Igreja, um rato de igreja, não perde uma atividade, mas não temos o menor gesto de amor pelos irmãos.
Fazer tudo o que nos dão para fazer, mas ainda assim estar fazendo com segundas intenções.....

Só há um motivo para servir a Deus: Amar a Deus! Só há um motivo para a vida cristã: não é o que Ele pode fazer por nós, porque ele já fez, é que Ele merece de nós, o nosso amor e o nosso serviço. Se a nossa vida cristã está direcionada em receber, em ser abençoado, em ser guardado... o exercício da sua fidelidade será sempre inútil!

A verdadeira vida cristã é daquele que diz ao Senhor: “Senhor, eu te amo, na tristeza e na alegria, na benção e na privação, em qualquer momento eu amo ao Senhor e quero serví-lo”. - Que a sua fidelidade não seja sem valor, inútil! - Seja misericordioso com os irmãos, seja submisso a Deus e acima de tudo Ame-o sem esperar nada em troca. - E com certeza ELE também dará uma festa quando recebê-lo em Sua Casa!!!!!

Compartilhe

Leia também

Related Posts with Thumbnails